Clicky

MetaTrader 728×90

Os investidores dos mercados globais mantiveram as compras nas negociações desta segunda-feira, em dia de agenda enfraquecida. As atenções estão voltadas para a temporada de balanços do terceiro trimestre, fusões e aquisições e com a proximidade da eleição no Estados Unidos. Ainda por lá, o Federal Reserve está se preparando para a penúltima reunião do ano na segunda semana de novembro.

Por aqui, as instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) esperam uma inflação menor este ano e em 2017. De acordo com a pesquisa Focus, divulgada hoje  pelo BC, a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), vai fechar este ano em 6,89%, no sexto ajuste seguido. Na semana passada, a estimativa era 7,01%.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Do lado político, a Câmara dos Deputados pautou para esta semana a retomada do trâmite da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241, que estabelece um teto para os gastos públicos pelos próximos 20 anos e tem suscitado reações inflamadas por parte de quem é contra e a favor.

Aprovada pelos deputados em primeiro turno no dia 10, por 366 votos a 111 e com duas abstenções, a expectativa era de que a PEC 241 voltasse à pauta nesta segunda-feira. A possibilidade, contudo, de que não houvesse quórum o bastante para viabilizar sua votação, pois alguns deputados estão empenhados na reta final das campanhas de segundo turno das eleições municipais, fez com que a análise da proposta fosse marcada para terça (25).

A FGV/IBRE mostrou hoje que a prévia da Sondagem da Indústria de outubro de 2016 sinaliza redução de 1,3 ponto do Índice de Confiança da Indústria (ICI) em relação ao número final do mês anterior, para 86,9 pontos, após subir 2,1 pontos em setembro. Na métrica de médias móveis trimestrais, o índice ficaria estável, em 87,1 pontos.

Para o IPC-S de 22 de outubro de 2016, a FGV/IBRE  mostrou que houve variação de 0,24%, 0,10 ponto percentual (p.p.) acima da taxa registrada na última divulgação.

Nesta apuração, todas as oito classes de despesa componentes do índice apresentaram acréscimo em suas taxas de variação. A maior contribuição partiu do grupo Transportes (0,31% para 0,49%). Nesta classe de despesa, cabe mencionar o comportamento do item gasolina, cuja taxa passou de 0,04% para 0,56%.

Enquanto isso, o Ibovespa fechou em queda e acima do  64 mil pontos. O volume financeiro ficou em R$7,3  bilhões.

O dólar comercial ficou em queda (Ver abaixo).

ÁSIA

As Bolsas de Valores da Ásia recuperaram as perdas da semana anterior nesta segunda-feira, com os investidores esperando por uma semana agitada nos mercados da região com os indicadores e divulgações de resultados corporativos.

O Índice MSCI Asia Pacific subiu 0,4% para 140,27, em Hong Kong, marcando duas semanas de alta, e o Han Seng ficou em alta de 0,98% aos 23.604 pontos. O índice SSE Composite, bolsa de Xangai, ficou em alta de 1,21% aos 3.128 pontos. Na Coreia do Sul, o Kospi ficou em alta de 0,90% a 2.856 pontos. Na Índia, o índice BSE Sensex da bolsa de Bombai ficou em alta de 0,36% aos 28.179 pontos. Em Tóquio, o Nikkei 225 ficou em alta de 0,29% aos 17.234 pontos.

Em Hong Kong, entre os relatórios que serão divulgados estão os de Banco Industrial e Comercial da China Ltd., no final da semana. No índice Topix, Japão, estão previstos os resultados financeiros de mais de 350 esta semana.

Entre as ações com ganhos estavam as da China Coal Energy Co., alta de 6,7%, em Hong Kong, e mantendo o rali entre os produtores de carvão da China em meio aos preços especulativos do combustível.

Na contramão ficaram as ações da Coca-Cola Amatil Ltd, recuando 6,4%, depois que a fabricante refrigerante alertou para o aumento do custo por conta dos preços do açúcar e da energia elétrica.

As exportações do Japão caíram pelo 12º mês consecutivo em setembro. Os dados foram apresentados nesta segunda-feira pelo Ministério de Finanças e mostraram que a economia segue tentando um fortalecimento, com um iene pesando nas exportações.

A balança comercial do Japão voltou a subir em setembro, mas as exportações diminuíram pelo a um ritmo muito mais lento do que o esperado. O superávit comercial de mercadorias ficou em 498.3 bilhões de ienes em setembro, após um déficit de 18,7 bilhões ienes em agosto. A mediana dos estimativas de economistas apontava para um excedente de 341,8 bilhões de ienes.

As exportações do Japão diminuíram 6,9%, nos 12 meses até setembro, seguindo a queda de agosto em 9,6%. A mediana apontava para um declínio de 10,4%.

As importações mergulharam em uma taxa anualizada de 16,3%. A queda foi de é 17,3% se comparada com agosto.

O flash de Manufatura do Japão estava em 51,7 em outubro,  acima dos 50,4 em setembro, embalado pelas condições de fabricação com a taxa mais acentuada em nove meses.

O flash de Saída para o setor de Manufatura estava em 53,7 em outubro, acima dos 50,8 em setembro, o ritmo é o mais alto desde dezembro de 2015. Os dados são do Markit Economics e divulgados hoje.

EUROPA

As bolsas europeias fecharam sem direção nesta segunda-feira, com as ações dos bancos embalando o bom humor dos negociadores. Por outro lado, as prévias dos PMIs da Zona do Euro e das principais economias da Europa ficaram no radar. Os resultados corporativos estão no foco com a decisão do Brexit.

As ações espanholas e italianas embalaram os índices regionais com os grupos da indústria para cima.

As ações da Philips subiram 4,4%, depois de reportar aumento de 14% no lucro do terceiro trimestre, com os resultados dos negócios da área de saúde.

As ações do Monte dei Paschi di Siena SpA subiram 28%, depois que o CEO Marco Morelli vai apresentar um novo plano de negócios consideradas essenciais para a recuperação do banco. O Bankia SA e CaixaBank SA da Espanha subiram 4%. Entre os destaques estavam as ações do Royal Philips NV, com lucros acima do estimado.

Para os próximos dias estão sendo aguardados os resultados financeiros do Deutsche Bank AG, o Barclays Plc, GlaxoSmithKline Plc e Heineken NV.

O Stoxx 600, em Londres, ficou estável com os dados do setor de serviços e produção mostrando que a Zona do Euro cresceu a um ritmo mais rápido em outubro.

Ao final da jornada, em Londres, o índice Stoxx Europe 600 ficou estável aos 344,26 pontos. Em Milão, o índice FTSE-MIB subiu 0,81% aos 17.305 pontos. Em Madri, o índice Ibex 35 subiu 1,27% aos 9.216 pontos. Em Frankfurt, o índice DAX 30 ficou em alta de 0,47% aos 10.761 pontos. Em Paris, o índice CAC 40 ficou em alta de 0,36% aos 4.552 pontos. Em Londres, o índice FTSE-100 recuou 0,49% aos 6.986 pontos. E, em Lisboa, o índice PSI-20 subiu 0,30% aos 4.740 pontos.

O flash PMI Composto de Saída para a Zona do Euro estava em 53,7 em outubro, acima dos 52,6 de setembro. Com isso, são 10 meses de alta.

O flash PMI para a o índice da Atividade de Serviços da Zona do Euro estava em 53,5 nos primeiros dias de outubro, acima do 52,2 de setembro. São nove meses para cima.

O flash de Saída do índice de Manufatura para a Zona do Euro estava em 54,4 nos primeiros dias de outubro, alta de 53,8 de setembro. São 10 meses para cima.

O flash do índice de Manufatura da Zona do Euro estava em 53,3 em outubro, acima dos 52,6 de setembro. São 30 meses de alta. Os números são do Markit Economics e foram divulgados nesta segunda-feira.*

Para a Alemanha, a prévia do índice PMI Composto de Saída estava em 55,1 no mês de outubro, marcado o terceiro mês de alta e superior a setembro, 52,8.

O índice de Atividade do PMI de Serviços ficou em 54,1 em outubro, acima dos 50,9 de setembro. São três meses de alta.

O flash de Manufatura da Alemanha PMI  ficou em  55,1 em outubro, ligeiramente acima dos 54,3 em setembro. São 33 meses de alta.

O flash de Saída do setor de Manufatura ficou em 56,9 para o mês de outubro, ante os 56,4 de setembro, mostrando três meses de alta.

ESTADOS UNIDOS

Os índices de peso em Wall Street fecharam com ganhos nesta segunda-feira, com os indicadores, resultados financeiros e campanha presidencial, bem como a proximidade da reunião do Federal Reserve na segunda semana de novembro. As fusões e aquisições estão no radar dos investidores.

Os Treasuries caíram, enquanto dados econômicos reforçaram o caso de maiores taxas de juros nos Estados Unidos este ano.

O índice S & P 500 subiu com a onda de fusões e aquisições.  O dólar oscilou perto de uma alta de sete meses depois de subir para as últimas três semanas.

Ao final,  Dow Jones subiu 0,43% aos 18.223 pontos; o S&P subiu 0,47% aos 2.151 pontos; e o Nasdaq avançava 1% aos 5.309 pontos.

O flash do índice ajustado do setor de Manufatura dos Estados Unidos subiu para 53,2 em outubro, ante os 51,5 de setembro, conforme o Markit Economics.

A leitura mais recente indicou uma recuperação sólida no negócio global e mais rápido desde outubro de 2015. A saída mais forte e o crescimento de novos negócios são os principais fatores que estão impulsionando o PMI, ajudando a compensar o setor de trabalho com menos contratações em outubro.

A produção industrial manteve a alta e soma cinco meses consecutivos, depois de um ligeiro recuo em maio. A taxa de expansão em outubro foi a mais rápida em exatamente um ano.

Os entrevistados citaram um ritmo acelerado de crescimento de novos negócios e, em alguns casos, os esforços para aumentar a produção em antecipação às expectativas de maior demanda dos clientes nos próximos meses com a proximidade do Natal.

BRASIL

Bovespa, que operou em grande parte do dia no positivo, no final do pregão acabou realizando. O preço do petróleo Brent, que é negociado na Bolsa de Londres, recuou mas conseguiu manter os US$51,00 o barril.

As ações da Petrobras ficaram valorizadas com os anúncios de hoje, o fortalecimento da parceria com a Total e a criação do Comitê de Minoritários para acompanhar o processo de Revisão do Contrato de Cessão Onerosa.

A Vale também ajudou a manter o índice, com a recuperação nos preços do minério de ferro na China. As siderúrgicas e as metalúrgicas ajudaram a elevar o índice principal da bolsa paulista.

Ao final, o Ibovespa recuou 0,08% aos 64. 059 pontos. O giro financeiro ficou em R$7,3 bilhões.

“O movimento foi uma realização no final e sem destaque para o dia tranquilo. A Petro subiu com os anúncios e a Vale puxou siderúrgicas e metalúrgicas, ainda sob os efeitos da produção, e com o minério de ferro para cima. Porém, a semana fica com a agenda um pouco mais apertada a partir de amanhã”, disse o operador da Renascença, Luiz Roberto Monteiro.

Entre as ações com ganhos estavam as da Gerdau Metalúrgica PN, alta de 3,84%; Cyrella Realt ON, alta de 4,12%; Ecorodovias ON, alta de 2,40%; e Usiminas PNA, alta de 3,03%; Vale PNA, alta de 3,84%.

Na contramão estavam as ações da Localiza ON, queda de 3,63%; Estácio Participações ON, queda de 2,40%; Cosan ON, queda de 1,48%; Kroton ON, queda de 2,36%; e WEG ON, queda de 1,62%.

A Petrobras ON ficou em alta de 0,31% e a PN, alta de 1,39%.

Carteira teórica

Na carteira teórica, que vigora entre 05 de setembro de 2016 a 29 de dezembro de 2016, estão os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do Ibovespa estão Itauunibanco PN (10,594%), Ambev S/A ON (8,588%), Bradesco PN (7,955%), Petrobras PN (5,523%) e Petrobras ON (4,268%).

Moedas

O dólar comercial fechou em queda nesta segunda-feira. No interbancário, a moeda ficou cotada aos R$3, 120 para a compra e R$3, 120 para a venda, queda de 1,26%.

O euro ficou em R$3,396 para a compra e R$3, 400 para a venda, queda de 0,90%.

Em Frankfurt, o euro era cotado a US$ 1,0884 às 15h GMT (13h de Brasília) desta segunda-feira no mercado de divisas,  acima do valor da sessão de sexta-feira no mesmo horário, que foi de US$ 1,0872. Já o Banco Central Europeu (BCE) fixou o câmbio oficial do euro em US$ 1,0891.

Hoje o Banco Central ofertou 5.000 contratos de swap cambial. Todos foram comercializados.

Conforme os analistas, a moeda operou com as atenções para o fim do prazo dado pela Receita Federal no dia 31 próximo para a regularização dos recursos no exterior. O cumprimento se dá com a Lei de Repatriação de Recursos.

Também estava prevista para hoje a votação em segundo turno da Proposta de Emenda Constitucional (PEC 241), que trata do teto de gastos públicos. Porém, com a âmara Federal praticamente vazia, já que a maioria está em campanha política no segundo turno das eleições municipais, a votação deverá acontecer nesta terça-feira (25).

Commodities

O barril do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou nesta quarta-feira em baixa de 0,65%, cotado a US$ 50,52, em meio a sinais que mostram pouco entusiasmo entre os principais exportadores de petróleo sobre possíveis cortes em sua produção.

Ao final da sessão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do WTI para entrega em novembro caíram US$ 0,33 em relação ao fechamento da última sexta-feira.

O barril de petróleo Brent para entrega em dezembro fechou nesta segunda-feira em baixa de 0,61% no mercado de futuros de Londres, cotado a US$ 51,46.

O petróleo do Mar do Norte, de referência na Europa, terminou a sessão no International Exchange Futures (ICE) US$ 0,32 abaixo do valor final da sessão da última sexta-feira, que foi de US$ 51,78.

Em reunião em Viena, o ministro de Energia da Rússia, Alexander Novak, e o secretário-geral da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), o nigeriano Mohammad Barkindo, garantiram hoje que tanto o país como o bloco estão comprometidos e dispostos a cooperar para garantir “mercados estáveis e previsíveis” de petróleo.

O minério de ferro fechou em alta nesta segunda-feira no porto de Qingdao cotado aos US$59,28 e alta de 0,95%.


Assuntos desta notícia