Clicky

MetaTrader 728×90

A semana começou e o bom humor prevaleceu nos mercados acionários globais com os primeiros indicadores econômicos da Alemanha, Japão e China. De outro lado, alguns números mistos da economia dos Estados Unidos estão na pauta dos analistas e, principalmente, a expectativa para a apresentação do relatório mensal do Federal Reserve nesta quarta-feira (12).

Na Ásia, os números do Japão e os negócios entre gigantes de transportes marítimos puxaram os índices de peso para cima.

Profitchart Pro 300×250

Na Europa, os números da balança comercial da Alemanha surpreenderam e confirmaram a robustez da principal economia europeia.

Nos Estados Unidos, enquanto esperam pelo Fed e o começo da temporada de resultados corporativos, os investidores partiram para as compras. Além disso, os números da Alemanha também pesaram por lá.

Por aqui, enquanto a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) discute o destino político do presidente Michel Temer, os indicadores domésticos deram mais sinais de recuperação.

No mercado financeiro, o Ibovespa ficou em alta e o dólar comercial perdeu força.

ÁSIA

As bolsas de valores da Ásia fecharam em terreno positivo nesta segunda-feira, depois dos dados do setor de trabalho dos Estados Unidos apresentados na última sexta-feira (07). O índice de tecnologia liderou as valorizações.  As ações da China subiram com uma transação de empresas de transporte marítimo.

Ao final da jornada, o índice MSCI Asian Pacific fechou em alta de 0,3% aos 153,22, em Hong Kong. O índice Asia Dow subiu 0,36% para 3.348. O Hang Seng, Hong Kong, ficou em alta de 0,63% aos 25.500. O Xangai Composite ficou em queda de 0,17% aos 3.212. O Nikkei 225, bolsa do Japão, ficou em alta de 0,76% aos 20.080 pontos. O índice Kospi, Coreia do Sul, fechou em alta de 0,01% aos 2.379 pontos. O índice Sensex, bolsa da Índia, fechou em alta de 1,13% aos 31.715. O índice FTSE Straits Times de Singapura fechou em alta de 0,54% aos 3.246.

A Samsung Electronics Co. subiu para um recorde, enquanto a Canon Inc. saltou o máximo em cinco semanas. As ações do Japão dispararam pela primeira vez em três sessões, quando o iene enfraqueceu contra o dólar americano.

As folhas de pagamento dos Estados Unidos para junho subiram acima do que os analistas estimaram.

As seguradoras pesaram no Kospi e as da China, com a nova líder do comércio marítimo para as Américas.

A oferta da estatal Cosco Shipping Holdings Co de US $ 6,3 bilhões para comprar a Orient Overseas International Ltd. criaria o maior grupo de transporte de carga  para o continente norte-americano da Ásia, batendo AP Moller-Maersk A / S, com sede em Copenhague E a francesa CMA CGM SA. A aquisição, anunciada domingo em Hong Kong.

As ações da Orient Overseas subiram 20% nesta segunda-feira em Hong Kong, o maior ganho em oito anos. As ações da Cosco subiram 5,4% após o avanço de 11% da sexta-feira.

A empresa de navegação continental receberá empréstimos ponte do Banco da China para ajudar a financiar a compra, disse o diretor financeiro Deng Huangjun a repórteres em Hong Kong na segunda-feira. Funcionários também disseram que a Cosco não tem planos para novas aquisições e não tem cronograma quando espera obter todas as aprovações regulamentares necessárias para concluir a transação.

EUROPA

As bolsas de valores da Europa fecharam com ganhos nesta segunda-feira, com as ações da Alemanha em destaque com os dados da balança comercial para cima.

No fechamento, o índice Stoxx Europe 600 ficou em alta de 0,38% aos 381.64, em Londres; o FTSE-MIB (Milão) ficou em alta de 0,84% aos 21.190; o Ibex 35 (Madri) subiu 0,20% aos 10.509; o DAX 30 (Frankfurt) subiu 0,46% aos 12.445; o FTSE-100 (Londres) subiu 0,02% aos 7.370; o CAC 40 (Paris) ficou em alta de 0,40% aos 5.165 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) subiu 0,33% aos 5.171.

Os dados do Destatis revelaram que as exportações da principal economia europeia subiram 14,1% em maio na comparação com o mesmo período do ano passado.

Apesar do otimismo com o desenvolvimento alemão, o Brexit é um risco forte para a Europa e que só podem deixar de existir com o crescimento da Zona do Euro, afirmam analistas.

Nesta segunda-feira, o rendimento dos títulos de 10 anos subiu 3 pontos base em 0,538%. O euro foi negociado em US $ 1,1396, abaixo de US $ 1,1403 no final da sexta-feira (07) em Nova York. O dólar norte-americano aumentou os ganhos obtidos na sexta-feira depois que os sólidos dados de empregos.

ESTADOS UNIDOS

Os índices de peso em Wall Street fecharam com ganhos nesta segunda-feira, com a moeda subindo e as atenções para os números das economias dos Estados Unidos e da Alemanha. Além disso, as decisões recentes dos bancos centrais para um aperto monetário, em breve, também permanecem no radar.

Ao final, o S&P ficou em alta de 0,09% aos 2.427; o Dow Jones ficou em alta de 0,03% aos 21.408; e o Nasdaq ficou em alta de 0,38% aos 6.176.

As ações de tecnologia para cima ofuscaram as perdas das empresas de saúde. As elétricas reagiram com os preços do petróleo.

O dólar subiu 0,4% para 114,29 ienes, o maior ganho em dois meses, enquanto o índice do dólar – que mede o valor do dólar em relação a uma cesta de outras moedas principais, DXY, estava em 96.142. O euro estava sendo comprado em US $ 1.1388.

Os preços do petróleo estão divididos com o avanço da atividade de perfuração nos Estados Unidos e mais ofertas dos países integram a Organização dos Países Exportados de Petróleo (OPEP).

O preço dos futuros brutos de Brent (LCOc1), o benchmark internacional para os preços do petróleo, ficou em US $ 46,27 por barril, abaixo de 50 centavos, ou cerca de 1%, antes do fechamento em Londres.

Um tom geralmente mais hawkish dos bancos centrais Europeu, Inglaterra e Canadá nas últimas duas semanas aumentou as expectativas do mercado.

O Federal Reserve elevou as taxas duas vezes este ano e é visto apertando novamente até o final do ano, mas as expectativas se voltam para a apresentação do relatório semestral pela presidente, Janet Yellen, nesta quarta-feira (12).

Hoje, o Banco do Japão apresentou uma postura mais otimista sobre as economias regionais do país, em mais de uma década,  com as exportações sólidas e consumo privado, ressaltando sua convicção de que a recuperação estável está ganhando impulso. Porém, o presidente do BoJ, Haruhiko Kuroda, reiterou sua determinação em manter uma política monetária ultra-solta até que a inflação esteja estável acima de seu alvo de 2%.

Com o início da temporada de balanços, a PepsiCo Inc., a JPMorgan Chase & Co., a Citigroup Inc. e a Wells Fargo & Co. estão preparadas para reportar os números nesta semana.

O rendimento dos títulos do Tesouro a 10 anos caiu um ponto base para 2,37% depois do aumento de 23 pontos base nas duas últimas semanas.

BRASIL

A bolsa de valores de São Paulo fechou em terreno positivo, com os investidores apostando com as recuperações nos preços das commodities. De outro lado, as atenções estão em Brasília com a decisão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aceitando denúncia contra o presidente Michel Temer. Petrobras e Vale foram puxadas pelos preços do minério de ferro e petróleo.

Ao final, o Ibovespa subiu 1,13% aos 63.025 pontos. O volume financeiro ficou em R$5,5 bilhões. O IEE ficou em alta de 0,47%

As ações com ganhos
Pão de Açúcar CDN- PN, alta de 2,97%; Copel PNB, alta de 4,00%; Braskem PNA, alta de 2,77%; e WEG ON, alta de 2,56%.

As ações com perdas

Eletrobras ON, queda de 4,09%; Eletrobras PNB, queda de 4,08%; Ultrapar ON, queda de 0,59%; Hypermarcas ON, queda de 0,36%; e BRF ON, queda de 0,24%.

A Petrobras ON ficou em alta de 0,16% e a PN, alta de 0,42%.

A Vale ON subiu 2,84% e a PN, alta de 2,18%.

Carteira Teórica
A Carteira Teórica, que passou a vigorar de 02 de maio a 01 de setembro no Ibovespa, mostra os cinco ativos com maior peso no índice: Itauunibanco PN (11,453%), Bradesco PN (8,244%), Ambev S/A ON (7,299%), Petrobras PN (5,331%) e Vale PNA (4,727%).

Moedas

O dólar comercial manteve trajetória de queda nesta segunda-feira, com o Banco Central do Brasil voltando a atuar em leilão de swap cambial tradicional.

Ao final das negociações, no interbancário, a moeda fechou cotada aos R$3, 258 para a compra e R$3,259 para a venda, queda de 0,61%.

O euro ficou em R$3,716 para a compra e R$3,718 para a venda, queda de 0,64%.

A libra ficou em R$4,197 para a compra e R$4,200 para a venda, queda de 0,76%.

O Banco Central do Brasil realizou leilão de até 8.300 contratos de swap cambial tradicional com a rolagem de US$415 milhões do total de US$6,181 bilhões com vencimentos para agosto.

No cenário externo, o dólar foi negociado na maior alta de dois meses contra o iene, ajudando a elevar um índice de dólar, já que a diferença entre as taxas dos Estados Unidos e do Japão favorece a moeda norte-americana, pelo menos por enquanto.

A hesitação dos negociantes em assumir posições mais ousadas se dá com o Federal Reserve, já que o banco central sinaliza aumentar as taxas de juros, mesmo com a economia dando sinais mistos.

O índice Bloomberg Dollar Spot ficou estável. A libra recuou 0,1% para $ 1.2880 e o euro caiu por um montante similar a $ 1.1385.

Commodities

O preço do petróleo WTI para agosto estava em alta de 0,59%, a US$ 44,49 o barril na Bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em alta de 1,99% a US$64,05 a tonelada seca e com 62% de pureza.


Assuntos desta notícia