Clicky

MetaTrader 728×90

Os investidores dos mercados acionários globais partiram para as compras, ajustaram e realizaram nesta quinta-feira. Sem muita influência global, cada índice se movimentou conforme notícias regionais, como no Brasil e na Europa.

Na Ásia, os mercados mostraram ganhos ainda com os resultados de Wall Street nas operações de ontem. Hoje, a China e o Japão apresentam indicadores podem despertar cautela para sinais de desaceleração da economia chinesa.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Na Europa, o Brexit tem tomado conta dos mercados. O prazo para o final do processo de saída do Reino Unido da União Europeia é março de 2019. Apesar do esforço da primeira-ministra Theresa May, as reuniões estão pesando sobre o tema da fronteira irlandesa. Sem muitas notícias corporativas relevantes, os mercados ficaram para cima.

Nos Estados Unidos, em dia de indicadores do setor de trabalho, os investidores seguem focados nas medidas tributárias que estão sendo adaptadas entre a Câmara e o Congresso.

De outro lado, os investidores, enquanto esperam amanhã pelo Payroll, analisaram os números de pedidos de seguro desemprego e também para os dos empréstimos dos americanos, que foram divulgados no meio da tarde pelo Federal Reserve.

Os consumidores americanos aumentaram seus empréstimos em US $ 20,5 bilhões em outubro. Foi o maior ganho em 11 meses e refletiu fortes aumentos no uso de cartões de crédito, financiamentos de veículos e para estudantes. O mês de outubro seguiu um ganho de US $ 19,2 bilhões em setembro e foi a melhor exibição, já que o empréstimo aumentou em US $ 24,5 bilhões em novembro de 2016.

A categoria que cobre financiamentos de veículos e estudantis aumentou US $ 12,2 bilhões, ligeiramente mais lento que o aumento de US $ 13,2 bilhões em setembro, mas ainda em desempenho sólido. O empréstimo na categoria que abrange os cartões de crédito aumentou US $ 8,3 bilhões, ante um aumento de US $ 6 bilhões em setembro e o mais forte que novembro.

Ainda nos Estados Unidos, o destaque do dia ficou para o Bitcoin.

Por aqui, o dia foi de mais um capítulo da reforma da Previdência. Sem nada definido, o mau humor tomou conta da bolsa de ações e puxou o dólar para cima.

ÁSIA

As bolsas da Ásia fecharam com ganhos nesta quinta-feira, com os investidores analisando os desempenhos dos mercados desta quarta-feira (06).

O índice Asia Dow ficou em alta de 0,02% aos 3.551. O Hang Seng, Hong Kong, ficou em alta de 0,28% aos 28.303. O Xangai Composite ficou em queda de 0,67% aos 3.272. O índice Kospi, Coreia do Sul, fechou em queda de 0,50% aos 2.461 pontos. O índice FTSE Straits, Singapura, ficou em queda de 0,27% aos 3.388. O índice Nikkei 225 ficou em alta de 1,45% aos 22.498. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 0,89% aos 32.888.

Para os analistas, os mercados asiáticos estão estabilizados nesta reta final do ano.

Os investidores estão ajustando a avaliando os melhores papéis para a compra.

O iene deu uma folga e ajudou os exportadores, em especial das empresas de tecnologia, como a Nintendo e a Hitachi, que avançaram 2%.

Na China, os índices mantiveram a fraqueza, como o Xangai e o Shenzhen, que ficaram no vermelho nesta sessão.

Já na Coreia do Sul, a queda do Kospi ficou por conta da Samsung.

Por lá, como ocorreu ontem, o Bitcoin ficou em alta de US$14 mil pela primeira vez, depois de romper a marca de US$12 mil pela primeira vez em um dia.

Os futuros do petróleo subiram 0,3% na Ásia, depois de uma queda de quase 3% ontem nos Estados Unidos, depois de uma alta na semana da gasolina.

EUROPA

Os mercados acionários da Europa fecharam no azul nesta quinta-feira, com os investidores analisando os dados econômicos apresentados hoje. Porém, as discussões sobre o Brexit pesaram no desempenho da libra e com o índice de referência da bolsa de Londres devolvendo.

Ao final, o índice Stoxx Europe 600 ficou em alta de 0,02% aos 386.41, em Londres; o FTSE-MIB (Milão) ficou em alta de 0,68% aos 22.459; o Ibex 35 (Madri) subiu 0,77% aos 10.262; o DAX 30 (Frankfurt) avançou 0,36% aos 13.045; o FTSE-100 (Londres) caiu 0,37% a 7.320; o CAC 40 (Paris) ficou em alta de 0,18% aos 5.383 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) ganhou 0,20% aos 5.391.

No Stoxx Europe 600, a alta foi sustentada pelos setores de telecomunicações, serviços públicos e financeiros e compensaram, em grande parte, as perdas de estoque de materiais básicos e de saúde.

O euro caiu 0,04% e foi negociado em US $ 1,1795, pouca mudança de US $ 1,1798 no final da quarta-feira em Nova York.

A libra subiu para US $ 1,3428 ante o US $ 1.3394 no final da quarta-feira em Nova York.

Os investidores europeus avaliaram dados desta quinta-feira mostrando que a economia da Zona do Euro permanece firme no modo de recuperação, conforme mostrou o Eurostat dizendo que a impressão final sobre o PIB do terceiro trimestre chegou em 0,6%, atendendo às expectativas.

Também estava em foco as negociações da Brexit e, em particular, as chances de um acordo sobre a questão da fronteira irlandesa, o último dos três problemas da Brexit que devem ser resolvidos antes da meia-noite do domingo, prazo fixado pela União Europeia na quinta-feira. Os líderes da UE se encontrarão de 14 a 15 de dezembro em Bruxelas, onde avaliarão se houve “progresso suficiente” nas negociações da saída do Reino Unido para passar para a próxima etapa do acordo de transição.

No Reino Unido, a primeira-ministra Theresa May está trabalhando em uma nova proposta para a fronteira irlandesa que ela deverá apresentar ao primeiro-ministro da Irlanda, Leo Varadkar.

Na Alemanha, o chefe do Partido Social Democrata, Martin Schulz, disse que está aberto a discutir a renovação de uma grande coalizão para governar o país. A chanceler Angela Merkel vem tentando formar um novo governo, depois que as negociações entraram em colapso em novembro para uma aliança entre o partido conservador de Merkel, o Partido Verde e o Partido Democrata Democrata. A conferência do partido de três dias do SPD começou hoje.

Entre as ações com ganhos estavam as da Broadcaster Sky, alta de 0,9%. Informações não confirmadas davam conta de que a Sky 21st Century Fox Inc. está fechando acordo para vender alguns ativos para a Walt Disney Co.

ESTADOS UNIDOS

Os índices de peso em Wall Street fecharam com ganhos nesta quinta-feira, com os ganhos das empresas de tecnologia e demais industriais. As atenções estão voltadas para os números do setor de trabalho, que será apresentado amanhã.

Ao final, o S&P ficou em alta de 0,29% aos 2.636. O Dow Jones ficou em alta de 0,29% a 24.211. O Nasdaq ficou em alta de 0,54% a 6.812.

Além das empresas de tecnologia, os investidores estão concentrados na reforma tributária, bem como no relatório do setor de trabalho nesta sexta-feira.

Entre as ações com ganhos estavam as da Apple Inc, alta de 0,8%. A da Alphabet Inc, alta de 0,9%.

As ações do Citigroup Inc. caíram 0,8% depois que o banco disse que provavelmente terá um acerto de US $ 20 bilhões nos lucros nos novos planos tributários aprovados pelo Congresso.

Sobre a reforma tributária, tanto a Câmara como o Senado aprovaram suas próprias versões e agora as duas casas precisam superar suas diferenças acertar antes da entrega ao presidente Donald Trump para ser transformada em Lei. Os acordos devem estar alinhados até o dia 22 de dezembro.

Outro motivo para atenção dos mercados foi o potencial fechamento do governo. Trump está agendado para se reunir com líderes do Congresso para discutir um projeto de lei para manter o governo aberto. Um projeto de lei para evitar um desligamento também será votado na Câmara, depois que o Comitê de Regras da Câmara elaborou nesta quarta-feira um pacote de financiamento temporário.

Hoje o Departamento do Trabalho apresentou os pedidos iniciais do seguro desemprego, que caíram 2 mil ficando em 236 mil na semana encerrada no dia 02 de dezembro.

Há pouco, o governo norte-americano sinalizou para um déficit orçamentário de US $ 134 bilhões em novembro, conforme o Escritório de Orçamento do Congresso , na primeira estimativa.

O resultado é de US $ 2 bilhões abaixo do o mesmo mês do ano passado. No mês, as receitas aumentaram US $ 10 bilhões e os gastos aumentaram US $ 8 bilhões. Nos dois primeiros meses do ano fiscal de 2018, o déficit atingiu US $ 15 bilhões, maior do que no mesmo período do ano anterior. O ano fiscal do governo começa em outubro.

BRASIL

O mau humor predominou no mercado de ações doméstico nesta quinta-feira, com a falta de clareza nos diálogos entre o governo e os partidos políticos sobre a reforma da Previdência. Do lado positivo, os preços do petróleo ganharam força nas negociações dos mercados internacionais, bem como os preços dos metais.

Ao final, o Ibovespa devolveu 1,07% aos 72.487 pontos. O volume financeiro ficou em R$9 bilhões. O IEE ficou em queda de 0,90%.

“Esse comportamento de foi influenciado novamente pelas incertezas que cercam a reforma da Previdência. Será preciso que alguma coisa ainda seja definida esse ano, principalmente, com as agências de classificação de riscos atentas para o cenário político brasileiro, apesar dos números da economia dando sinais de aquecimento”, destacou o gerente de Bovespa da HCommcor, Ari Santos.

As ações com ganhos
Embraer ON, alta de 1,51%; Gerdau PN, alta de 1,26%; Telef. Brasil ON, alta de 0,91%; Smiles ON, alta de 0,80%; e BBSeguridade ON, alta de 1,08%.

As ações com perdas
Kroton ON, queda de 4,07%; Brasil ON, queda de 3,87%; WEG ON, queda de 3,31%; Natura ON, queda de 2,19%; e Ecorodovias ON, queda de 2,94%.

A Petrobras ON ficou em queda de 0,88% e a PN, queda de 1,68%.

A Vale ON ficou em queda de 1,17%.

Carteira Teórica

A Carteira Teórica, que passou a vigorar de 04 de setembro a 28 de dezembro no Ibovespa, mostra os cinco ativos com maior peso no índice: Itauunibanco PN (10,846%), Bradesco PN (8,485%), Ambev ON (7,039%), Petrobras PN (4,883%) e Vale ON (9,040%).

Commodities

O petróleo referência, Brent, ficou em alta na bolsa de Futuros de Londres em 0,19% aos US$62,85 o barril.

O petróleo WTI segue em alta de 1,27%, cotado a US$ 56,66 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em alta 3,67% a US$72,68 a tonelada seca e com 62% de pureza.

A celulose fibra longa negociada fechou US$972,00, alta de 1,30%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$955,47 e alta de 0,26%, a tonelada.
Moedas
O dólar comercail ganhou força nesta quinta-feira, com a moeda disparante sem nada de concreto sobre a reforma da Previdência, com o prazo se esgotando para aprovação da matéria na Câmara dos Deputados ainda este ano. Do lado externo, a moeda segue em igeira alta ante os pares e o Bitcoin mantém o rali do recorde de ontem.

Ao final, no interbancário, a moeda fechou cotada a R$3,285 para a compra e R$3,286 para a venda, alta de 1,73%.

O euro ficou em R$3,874 para a compra e R$3, 876 para a venda, alta de 1,58%.

A libra ficou em R$4,428 para a compra e R$4,432 para a venda, alta 2,36%.

Nos Estados Unidos, o dólar marcou avanços contra os principais rivais nesta quinta-feira. Os investidores já estão atentos para a divulgação dos dados mensais dos mercados de trabalho dos Estados Unidos amanhã, considerando os pedidos iniciais de seguro desemprego apresentados hoje.

O índice ICE Dólar DXY, que compara a moeda com outras seis, foi pouco alterado em a 0,27% a 93,76, enquanto o índice mais amplo do dólar, WSJ, que amplia o comparativo em 16 moedas, caiu 0,03% em 87,18.

A libra britânica ficou estável a US $ 1,3474 de US $ 1,3394 no final da quinta-feira, enquanto os mercados da Reino Unido estavam fechando.

O euro ficou estável a US $ 1,1776 de US $ 1,1798 na sessão anterior.

Contra o iene a alta foi de 0,02% e subindo para ¥ 113,09 a partir de ¥ 112,29 no final da quarta-feira em Nova York.

Entre as moedas digitais, o Bitcoin ficou em mais de US $ 16.000 nesta manhã e mantendo rali com valorização de 1.500% desde o início do ano, conforme o CoinDesk.

Hoje, ao longo do dia o Bitcoin subiu 18,94%, no intraday de $ 16,615.94 no CoinDesk, e foi negociado em US$ 16,100.39 em ações recentes, mais de 17% no dia.

O limite de mercado da Bitcoin agora é de cerca de US $ 276 bilhões, de acordo com coinmarketcap.com.

Ao final, o Bitcoin ficou em alta de 23,49% a US$17.083,80 levando o acumulado do ano para US$285 bilhões. O Cash ficou em queda de 4,99%; e a Ether, alta de 1,59%. Os dados são do CoinDesk.

Em termos de comparativo, conforme o Market Watch, um investimento de US $ 1.000 em Bitcoin em julho de 2010 valeria agora US $ 286 milhões.


Assuntos desta notícia

Join the Conversation