Clicky

Chart Trading 728×90

Os investidores operaram com as atenções voltadas para a ata da reunião do Federal Reserve, Estados Unidos, em busca de novas informações sobre a política monetária da maior economia do mundo.

Na Ásia, os mercados ficaram com ganhos refletindo o desempenho em Wall Street nesta terça-feira (21).

Chart Trading 300×250

Na Europa, os índices de peso das principais bolsas ficaram divididos. O cenário político por lá segue pesando.

No Brasil, em dia de decisões em Brasília, o novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre Moraes, teve o nome aprovado por 55 senadores e 13 contra dos 68 que participaram da sessão no Senado Federal.

Ainda hoje, os destaques foram a prévia da inflação e a nova Selic, anunciada há pouco pelo Banco Central do Brasil (BCB).

O Comitê de Política Monetária (Copom) fez um corte de 0,75 pontos percentuais e trazendo a taxa para 12,25% ao ano e sem viés. A decisão foi unânime.

A Bovespa devolveu os ganhos com balanços corporativos e commodities.

ÁSIA

Os mercados asiáticos fecharam com ganhos nesta quarta-feira, com os índices de peso em Wall Street batendo recordes nesta terça-feira, que foram  embalados por indicadores econômicos. O volume de compras também foi puxado ante as expectativas para a ata do Federal Reserve que será divulgada hoje.

Entre as ações com ganhos estavam as da Rakuten Inc, alta de 9,4%, depois de  anunciar um plano de recompra pela metade do preço de uma emissão de 2015.

As ações da Toshiba Corp. subiram 22%, com uma proposta da Taiwan Semicondutores Manufacturing Co.. As ações da China Resources Land Ltd. subiram 5%, a China Overseas Land & Investment Ltd., alta de 3,6%, a New World Development Co. alta de 3,5%.

O MSCI Asian Pacific Index – subiu 0,5%,em Hong Kong. O índice Asia Dow ficou em alta de 0,88% aos 3.225. O Nikkei 225 (Japão), estável; Hang Seng (Hong Kong), alta de 0,99%; o SSE Composite (Xangai), alta de 0,24%; o BSE (Índia), alta de 0,36%; o Kospi (Coreia do Sul), alta de 0,91%.

Na China, os preços de casas subiram nas menores cidades em um ano.

EUROPA

As bolsas europeias fecharam sem direção nesta quarta-feira, com as atenções voltadas para o cenário político. As decisões sobre o Brexit, na mesa do Parlamento, também refletiram nas negociações, embora indicadores da região seguem para cima.

O Stoxx Europe 600 – ficou estável , em Londres; o FTSE-MIB (Milão) ficou em queda de 0,83%; Ibex 35 (Madri) ficou em queda de 0,88%; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em alta de 0,26%; o CAC 40 (Paris) ficou em alta de 0,15%; o FTSE-100 (Londres) ficou em alta de 0,38%; e o PSI-20 (Lisboa), queda de 0,38%.

As ações das mineradoras estão recuadas nesta sessão, depois que os analistas do Goldman Sachs Group afirmarem que os investidores precisam de provas concretas de que a demanda real e redução nos estoques de commodities estão mesmo apoiando os preços.

As ações da Unilever subiram 5,7% em Londres, depois de se comprometer em elevar os dividendos aos acionistas em revisão estratégica.

Entre as ações com ganhos ficaram as do Lloyds Banking Group Plc, mais 4,4%, depois de relatar um aumento surpreendente do lucro e elevar seu dividendo.

Sobre o cenário político, um estrategista está recomendando o aumento dos níveis de caixa ou  a compra de ações antes da eleição francesa, como proteção. O mesmo estrategista previu que o índice Euro Stoxx 50 poderia cair até 20% se Marine Le Pen ganhar como presidente da França.

ESTADOS UNIDOS

Os índices de peso em Wall Street fecharam com perdas nesta quarta-feira, com os investidores analisando o conteúdo da ata do Comitê de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês). Os balanços corporativos, fusões e aquisições, e as medidas de Donald Trump, que estão sendo aguardadas, pesaram nas negociações.

Ao final, o S&P ficou em queda de 0,11% aos 2.362; o Dow Jones ficou em alta de 0,16% aos 20.775; e o Nasdaq ficou em queda de 0,09% aos 5.860.

A temporada de balanços corporativos, praticamente na reta final, vem pesando no bom humor dos investidores. Acompanhando de indicadores positivos da economia local, os preços das matérias-primas seguem pesando nas ações de mineradoras e petroleiras.

Ainda hoje, depois de anos de enfrentando uma nova recessão, os riscos enfrentados pela economia dos Estados Unidos estão mais equilibrados, permitindo que o Federal Reserve aumente gradualmente as taxas de juros, disse o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, nesta quarta-feira.

O Fed previu três aumentos das taxas de juros em 2017 e Powell não discutiu se o próximo movimento viria em março, maio ou junho. Ele não expressou qualquer desejo de agir rapidamente, dizendo que não viu nenhuma evidência de que o Fed estava “por trás da curva” sobre a inflação.

Todas as atenções seguem para as medidas econômicas que estão sendo preparadas pelo presidente Donald Trump há um mês no posto.

Os indicadores apresentados hoje, como as vendas de casas, também revelaram que a economia norte-americana está em ritmo positivo.

As vendas de casas existentes avançaram mais rápido neste início de 2017, ultrapassando uma recente alta cíclica e aumentando em janeiro para o ritmo mais rápido em quase uma década, de acordo com a Associação Nacional dos Corretores dos Estados Unidos. Em todas as principais regiões, exceto para o Centro-Oeste, viram as vendas para cima em janeiro.

As vendas totais de casas existentes, que são transações completas que incluem casas unifamiliares, moradias, condomínios e cooperativas, aumentaram 3,3% para uma taxa anual ajustada sazonalmente de 5,69 milhões em janeiro, de 5,51 milhões em dezembro de 2016. O ritmo de vendas de janeiro é 3,8% maior do que o ano anterior (5,48 milhões) e supera em novembro de 2016 (5,60 milhões) o maior valor desde fevereiro de 2007 (5,79 milhões).

BRASIL

A Bovespa fechou em queda nesta quarta-feira. Os investidores aproveitaram para realizar lucros, depois das valorizações das commodities, mas com volume financeiro acima da média. A ata do Federal Reserve não pesou, mesmo porque não trouxe novidades, mas elevou a cautela para a política econômica que deve ser implementada pelo presidente Donald Trump.

Ao final, o Ibovespa ficou em queda de 0,67% aos 68.589 pontos. O giro financeiro ficou em R$8,8 bilhões.

” O movimento de hoje foi de realização de lucros, principalmente, com Petrobras e Vale embaladas nas últimas sessões com commodities para cima. Os balanços financeiros também pesaram, mas o que se viu nos últimos dias foi a bolsa completamente descolada do cenário politico. A ata do Fomc não trouxe novidade”, avaliou o gerente de Bovespa da HCommcor, Ari Santos.

As ações com ganhos
CCR ON, alta de 3,07%; Qualicorp ON, alta de 1,87%; Telefonica Brasil PN, alta de 1,54%;Bradesco ON, alta de 1,82%; e Lojas Renner ON, alta de 0,95%.

As ações com perdas
Bradespar PN, queda de 5,45%; Gerdau PN, queda de 4,17%; Marfrig ON, queda de 5,25%; RaiaDrogasil ON, queda de 4,19%; e Cosan ON, queda de 5,41%.

A Petrobras ON ficou em queda de 3,26% e a PN, queda de 2,61%.
A Vale ON estava em queda de 2,39% e a PN, queda de 2,34%.

Carteira Teórica

A carteira teórica do Índice Bovespa que passou a vigorar entre e 02 de janeiro de 2017 a 28 de abril de 2017, com base no fechamento do pregão de 29 de dezembro de 2016, totaliza 59 ativos de 56 empresas e com a entrada da Eletrobras ON (ELET3). Os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do índice foram: Itauunibanco PN (10,681%), Bradesco PN (7,740%), Ambev S/A ON (7,183%), Petrobras PN (6,008%) e Petrobras ON (4,592%).

A Bovespa fechou em queda nesta quarta-feira. Os investidores aproveitaram para realizar lucros, depois das valorizações das commodities, mas com volume financeiro acima da média. A ata do Federal Reserve não pesou, mesmo porque não trouxe novidades, mas elevou a cautela para a política econômica que deve ser implementada pelo presidente Donald Trump.

Ao final, o Ibovespa ficou em queda de 0,67% aos 68.589 pontos. O giro financeiro ficou em R$8,8 bilhões.

” O movimento de hoje foi de realização de lucros, principalmente, com Petrobras e Vale embaladas nas últimas sessões com commodities para cima. Os balanços financeiros também pesaram, mas o que se viu nos últimos dias foi a bolsa completamente descolada do cenário politico. A ata do Fomc não trouxe novidade”, avaliou o gerente de Bovespa da HCommcor, Ari Santos.

As ações com ganhos
CCR ON, alta de 3,07%; Qualicorp ON, alta de 1,87%; Telefonica Brasil PN, alta de 1,54%;Bradesco ON, alta de 1,82%; e Lojas Renner ON, alta de 0,95%.

As ações com perdas
Bradespar PN, queda de 5,45%; Gerdau PN, queda de 4,17%; Marfrig ON, queda de 5,25%; RaiaDrogasil ON, queda de 4,19%; e Cosan ON, queda de 5,41%.

A Petrobras ON ficou em queda de 3,26% e a PN, queda de 2,61%.
A Vale ON estava em queda de 2,39% e a PN, queda de 2,34%.

Carteira Teórica

A carteira teórica do Índice Bovespa que passou a vigorar entre e 02 de janeiro de 2017 a 28 de abril de 2017, com base no fechamento do pregão de 29 de dezembro de 2016, totaliza 59 ativos de 56 empresas e com a entrada da Eletrobras ON (ELET3). Os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do índice foram: Itauunibanco PN (10,681%), Bradesco PN (7,740%), Ambev S/A ON (7,183%), Petrobras PN (6,008%) e Petrobras ON (4,592%).

Moedas

O dólar comercial, que abriu em alta, fechou em território negativo nesta quarta-feira.

Ao final, no interbancário, a moeda ficou cotada a R$3,068 para a compra e R$3,070 para a venda, queda de 0,65%.

O euro ficou em R$3,243 para a compra e R$3,245 para a venda, queda de 0,56%.

A libra ficou em R$3,820 para a compra e R$3,824 para a venda, queda de 0,98%.

“A quarta-feira abriu negativa para bolsa e juros. Logo pela abertura tivermos a divulgação do IPCA-15 que revelou uma inflação mais alta que o esperado e prejudicou os mercados locais. Algumas apostas para a magnitude do corte de juros da reunião do COPOM de hoje já vinham com 1% de redução da taxa Selic, mas com este dado de inflação deve se confirmar a manutenção do ritmo de 0,75%. No cenário externo, tivemos diversos comunicados por parte de autoridades do Fed, mas sem uma direção clara para a próxima reunião ou para o resto do ano”, disse Rafael Sabadell, gestor da GGR Investimentos.

O Federal Reserve divulgou a ata da reunião do Comitê de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), com parte dos membros considerando elevar a taxa de juros e  ainda com o foco no emprego e na inflação. Porém, as dúvidas sobre a política que será adotada pelo presidente Donald Trump também estão nas discussões do banco central.

Entre as moedas que mais se desvalorizaram em 2017 está o euro, com a campanha presidencial na França. A candidata de extrema-direita, Marine Le Pen, que sobe nas pesquisas de intenção de votos, segue afirmando que se eleita vai acabar com a moeda do bloco.

O Banco Central do Brasil (BCB) entrou com o swap tradicional, que equivale a venda de dólares no mercado futuro, ofertando 6.000 contratos com vencimento para março.

Ainda hoje, o BCB divulga a taxa de juros do país, a Selic. As apostas entre os analistas estão para um corte de 0,75 p.p até 1 p.p.

Commodities

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em queda de 0,91% aos US$94,00 a tonelada seca.

Nos Estados Unidos, o preço do petróleo WTI, com contratos para março e negociado na Bolsa Mercantil de Futuros, Nova York, estava em queda de 1,40% aos US$53,57 o barril.


Assuntos desta notícia