Clicky

MetaTrader 728×90

RIO DE JANEIRO, 19 Jan (Reuters) – Um bebê de 8 meses vítima
de um atropelamento que atingiu cerca de 15 pessoas no calçadão
de Copacabana na noite de quinta-feira morreu, informou a
polícia do Rio de Janeiro.
O bebê foi levado ao hospital junto com outras vítimas do
atropelamento provocado pelo motorista de um carro de passeio,
mas não resistiu aos ferimentos, segundo a Polícia Civil.
O carro preto atravessou o calçadão e a ciclovia, e só parou
na areia da praia, em um momento de grande circulação de pessoas
no famoso ponto turístico carioca.
A Polícia Militar informou pelo Twitter que o motorista
responsável pelo acidente foi detido e estava sendo encaminhado
para uma delegacia de Copacabana.
De acordo com o portal de notícias G1, o motorista alegou
ter sofrido um ataque epilético, mas a polícia ainda averiguava
a informação.
O calçadão de Copacabana tradicionalmente fica lotado de
cariocas e turistas durante as noites do verão, tanto pelos
diversos bares espalhados pela orla como pela ciclovia utilizada
por atletas.
"Eu não ouvi barulho de freada. Não sei se houve, mas em
princípio não. Só o estrondo… Logo em seguida, muita gente
voando, logo depois as cadeiras voando, e só depois que as
cadeiras voaram, portanto uns quatro ou cinco metros de onde a
gente estava, é que a gente percebeu que era um carro e que ele
já vinha arrastando gente na frente dele", disse à Reuters a
testemunha Ayrton Mandarino, de 53 anos, presidente do instituto
Footvolley 4Ever, que iniciará um projeto no local.
(Reportagem de Anthony Boadle e Pedro Fonseca)
((Tradução Redação Rio de Janeiro; 55 21 2223-7128))
REUTERS PF


Assuntos desta notícia