Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Por Eric Auchard
FRANKFURT, 9 Jan (Reuters) – A Microsoft disse
nesta terça-feira que suspendeu reparo de proteção contra as
ameaças de segurança Meltdown e Spectre, voltado a computadores
equipados com alguns chips da AMD , após reclamações de
usuários de que as atualizações de software travaram as
máquinas.
A Microsoft disse que está trabalhando com a AMD para
resolver os problemas e reestabelecer as atualizações do Windows
o mais rapidamente possível. As ações da AMD recuavam 3,9 por
cento nesta tarde em Nova York.
Na semana passada, as ações da AMD subiram quase 20 por
cento com investidores especulando que a empresa poderia tomar
participação de mercado da Intel, cujos chips estão expostos às
ameaças Meltdown e Specter.
"Para evitar que os clientes da AMD não consigam reiniciar
os computadores, a Microsoft temporariamente vai suspender neste
momento o envio de atualizações do sistema operacional Windows
para dispositivos com AMD impactados neste momento", afirmou a
Microsoft.
Meltdown e Specter são duas falhas que comprometem a memória
de computadores e podem permitir que hackers ignorem sistemas
operacionais e softwares de segurança para roubar senhas ou
chaves de criptografia. As falhas comprometem a maioria dos
tipos de computadores, incluindo celulares e servidores de
computação em nuvem.
A Microsoft afirmou que a atualização para reparar as falhas
nos chips da AMD fizeram os computadores travarem na chamada
"tela azul" do Windows 10, Windows 8.1 e Windows 7.
A AMD tinha afirmado na semana passada que diferenças de
design em seus chips em relação à Intel deixavam seus produtos
com "risco zero" em relação ao Meltdown, e que a variante
relacionada ao Spectre poderia ser resolvida por meio de
atualizações de software.
Representantes da AMD não estavam disponíveis de imediato
para comentários adicionais.
((Tradução Redação São Paulo, +5511 5644 7719))
REUTERS RBS AAJ

(([email protected]; +55 11 56447719; Reuters
Messaging: [email protected]))

MetaTrader 300×250

Assuntos desta notícia