Clicky

MetaTrader 728×90

As ações asiáticas subiram nesta terça-feira, com os resultados das empresas de saúde. As ações do Japão recuaram com o iene mais forte a ajudando os exportadores.

Em Hong Kong, os mercados subiram com a Alibaba Group Holding liderando os ganhos com o interesse na compra da loja de departamento Intime Retail Group Co. por US$2,6 bilhões.

Profitchart Pro 300×250

O recuo da bolsa de Tóquio se deu com os papéis dos bancos e exportadores.

Ao final, o Índice MSCI Asia Pacific subiu 0,2%, com sete dos 11 grupos industriais subindo. O índice Asia Dow ficou em alta de 0,43% aos 3.012 pontos. Em Hong Kong, o Hang Seng ficou em alta de 0,83% aos 22.744 pontos. Na China, o índice SSE Composite, da bolsa de Xangai ficou em queda de 0,30% aos 3.161 pontos. Na Coreia do Sul, o índice Kospi ficou em queda de 0,02% aos 2.048 pontos. Na Índia, o índice BSE da bolsa de Bombai ficou em alta de 0,65% aos 26.899 pontos. O Nikkei 225 ficou em queda de 0,79% aos 19.301 pontos.

A inflação ao consumidor chinês subiu a um ritmo mais lento, porém, constante, enquanto a medida dos preços de preços nas fábricas melhorou acentuadamente, apontando para o aumento da produtividade e crescimento da economia.

O índice de preços ao consumidor (CPI) avançou 2,1% em relação a um ano atrás, depois de subir 2,3% em novembro. Os dados são do Escritório Nacional de Estatísticas e foram apresentados nesta terça-feira . Os analistas apontavam para o crescimento do IPC anualizado de 2,3%.

Em relação a novembro, a inflação ao consumidor subiu 0,2%, após um aumento de 0,1% no mês anterior. As previsões exigiam um ganho de 0,3% em relação ao mês anterior.

A confiança do consumidor no Japão subiu para o nível mais alto em mais de três anos no mês de dezembro, segundo dados do Gabinete do Governo divulgados nesta terça-feira.

O índice de confiança do consumidor melhorou para 43,1 em dezembro de 40,9 no mês anterior. Este foi o maior desde setembro de 2013, quando a pontuação foi de 45,4.

O indicador para a subsistência total aumentou para 42.0 de 40.1 em novembro. Da mesma forma, o indicador para o crescimento da renda melhorou para 41,9 de 40,4 há um mês.

O índice de emprego subiu para 45,7 de 42,5 e o indicador para a vontade de comprar veio em 42,8 contra 40,5 em novembro.A pesquisa foi conduzida entre 8.400 casas em 15 de dezembro.


Assuntos desta notícia