Clicky

Mercado foi tranquilo e ministro da Fazendo segue com a privatização da Eletrobrás

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Hoje foi dia de mercado tranquilo por aqui com a B3 oscilando muito pouco durante toda a sessão, entre máxima e mínima oscilou menos de 600 pontos. Em compensação o mercado americano teve dia de boa alta.

O presidente Donald Trump suavizou discurso de guerra comercial com a China dizendo querer reciprocidade com a China, provavelmente 25% de sobretaxa para os dois lados. Também disse estar perto de acordo com os demais membros do NAFTA, o México e Canadá. Também disse que irá assinar memorando para cortar burocracia da indústria americana. Disse que a União Europeia terá que remover barreiras na agricultura. Isso destravou os mercados por lá.

MetaTrader 300×250

O presidente do Bundesbank Weidman declarou que o Brexit não terá somente repercussão séria no Reino Unido e deixará os dois lados mais pobres. Disse que o mundo tem que evitar escalada de tensões comerciais. A União Europeia acha pouco provável que haja acordo sobre as Irlandas antes do fim de junho próximo.
Na sequência dos mercados o petróleo WTI negociado em NY mostrava nova alta de 0,54% e barril cotado em US$ 67,18. O euro era transacionado em queda para US$ 1,233 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 2,83, em alta. O ouro e a prata em forte queda na Comex e commodities agrícolas com viés positivo na bolsa de Chicago.
Aqui o IBGE anunciou vendas no varejo em queda de 0,2% em fevereiro e expansão no ano de 2,3%. Em 12 meses as vendas sobem 2,8%. Já o varejo ampliado que inclui setor automotivo mostrou queda de 0,1% e no ano expansão de 5,9%. Destacamos a expansão de veículos em fevereiro de 2,5% e comunicação e informática com alta de 2,7%. A expansão está perdendo ritmo e ainda estamos 8,5% abaixo do pico ocorrido em outubro de 2014.

O ministério do Planejamento anunciou dados da LDO (Lei de diretrizes orçamentária) de 2019, onde o déficit primário do governo central deve ficar em R$ 139 bilhões (1,84% do PIB) e o setor público com déficit de R$ 132 bilhões. A regra de ouro de 2019 que o governo quer mudar mostra déficit projetado para 2019 de 254,3 bilhões. Só o déficit da Previdência está estimado em R$ 208,6 bilhões. O câmbio de 2019 está em R$ 3,30 e a dívida bruta deve atingir 77,7% do PIB.

O ministro da Fazendo Eduardo Guardia falou que está dando seguimento na privatização da Eletrobrás, nas mudanças do PIS/COFINS e não existe ainda discussão sobre meta de inflação para 2021. No que tange às desonerações da folha de pagamento o governo quer manter somente três setores e isso abriria espaço fiscal.
O STF negou habeas corpus para Antonio Palocci por placar de 7X4. Na sequência dos mercados os DIs terminaram o dia em queda de juros para todos os vencimentos e o dólar mostrava alta de 0,70% e cotado a R$ 3,41. Na B3, na sessão de 10/04 os investidores estrangeiros alocaram recursos no montante de R$ 267,8 milhões, deixando o saldo de abril negativo em R$ 124,4 milhões e o ano também com saída líquida de R$ 82,1 milhões.

No mercado acionário dia de alta na Europa, com Londres subindo 0,02%, paris com +0,59% e Frankfurt com 0,98%. Madri e Milão com altas de respectivamente 0,12% e 1,27%. No mercado americano o Dow Jones em alta de 1,21% e Nasdaq com +1,01%. Na B3 dia de leve alta de 0,23% e índice em 85443 pontos.
Na agenda de amanhã o IBGE anuncia o volume de serviços de fevereiro, na zona do euro o saldo da balança comercial em fevereiro. Nos EUA teremos a confiança do consumidor de Michigan do mês de abril e discursos de dois dirigentes regionais do FED de Boston e St. Louis.

Boa noite e bons negócios
Alvaro Bandeira
Economista-Chefe Home Broker Modalmais


Assuntos desta notícia