Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

16 Mai (Reuters) – O atacante Neymar afirmou nesta
quarta-feira que se sentiu bem ao voltar a treinar com bola,
apesar de "um certo receio", e que o maior desafio de sua
carreira será disputar uma Copa do Mundo depois de ficar três
meses sem jogar por causa de uma lesão no pé direito.
"Já comecei a treinar com bola, já comecei a fazer algumas
finalizações, passes e agora é só ir crescendo. Me senti bem,
confortável, me senti à vontade, é claro que tem um certo
receio, medo, mas aí vai perdendo aos poucos", disse Neymar em
transmissão de um de seus patrocinadores nas redes sociais.
Neymar, de 26 anos, foi submetido a uma cirurgia no dia 3 de
março para corrigir uma lesão sofrida no quinto metatarso do pé
direito em jogo do Paris Saint-Germain no dia 25 de fevereiro.
Na semana que vem, o atacante, que fez sua recuperação no
Brasil e agora está na capital francesa, deverá se apresentar à
seleção brasileira para a preparação do time visando o Mundial
da Rússia, em junho.
"Meu maior desafio até hoje está sendo agora, machucado.
Essa lesão vem sendo difícil, e o maior desafio é agora, que é a
Copa do Mundo, vindo de lesão, de três meses sem jogar, então a
expectativa é muito grande, não só para os torcedores como para
mim também, por isso que é o maior desafio que estou
enfrentando", disse o jogador, que nesta quarta compareceu ao
campo do Parc des Princes, porém não treinou com os
companheiros.
De acordo com o médico e o preparador físico da seleção,
Neymar estará 100 por cento preparado para a disputa da Copa da
Rússia, onde o Brasil estreia no dia 17 de junho contra a Suíça.

A equipe enfrentará ainda na primeira fase Costa Rica e
Sérvia.
Segundo o atacante do PSG, a contusão sofrida no final de
fevereiro serviu de lição para sua carreira.
"Foi difícil, eu estava vindo bem, e do nada você acaba
machucando. Eu nunca tinha passado por isso, mas serviu de
aprendizado, para me dedicar ainda mais nos treinamentos, nos
jogos, superar os medos, mais um obstáculo na vida para superar
e está dando tudo certo", declarou ele em entrevista ao canal
Desimpedidos.
"Deu um certo medo de não chegar a tempo (da Copa), mas
depois que fizeram os exames, avaliaram, falaram da cirurgia,
quanto tempo, aí eu fiquei mais tranquilo."
Neymar disse ainda que sua maior emoção no futebol foi o
título olímpico com o Brasil na Rio 2016 e que só uma conquista
da Copa do Mundo para "ultrapassar a emoção que tive nas
Olimpíadas".
(Por Tatiana Ramil, em São Paulo; edição de Eduardo Simões)
(([email protected]; 5511 56447765; Reuters
Messaging: [email protected]))

MetaTrader 300×250

Assuntos desta notícia

Join the Conversation