Clicky

Feriado na China, renuncia na África do Sul e no Brasil articulações de Rodrigo Maia

MetaTrader 728×90

A alta deve continuar

Ontem foi dia de forte alta na B3 por conta de altas nos principais mercados no exterior durante o feriado prolongado de Carnaval. A Bovespa observou alta de 3,27%, com índice em 83.542 pontos. Seguimos as valorizações no exterior, mesmo considerando que a divulgação da inflação nos EUA causou leve reversão ainda no meio da manhã. No Brasil, ainda tivemos algum efeito decorrente do próximo vencimento de opções que ocorre em 19 de fevereiro.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Hoje começou o feriado prolongado na China e como consequência não tivemos mercados em Xangai e nem em Seul. Porém, a bolsa de Tóquio registrou alta de 1,47% e Hong Kong com +1,97%. Na Europa, o dia começando com boa alta e acelerando nesse início de manhã, e os futuros do mercado americano mostram nova alta na sessão de hoje. No Brasil, há espaço para mais recuperação, mas o dia deve ser marcado por volatilidade, já que tivemos ações subindo mais de 8% no pregão de ontem.

Nos EUA, o FED de Atlanta reduziu a previsão de crescimento anualizada do primeiro trimestre de 4,0% para 3,2%, pelo seu modelo online de avaliação, depois das vendas no varejo de janeiro terem mostrado encolhimento de 0,3%, quando a previsão era +0,2%. Donald Trump se diz disposto a elevar imposto sobre combustíveis em US$ 0,25 por galão. O secretário do Tesouro fala hoje sobre o orçamento.

Na África do Sul, o presidente Jacob Zuma anunciou que vai renunciar com efeito imediato, apesar de não concordar. Na sequência dos mercados no exterior, o petróleo WTI negociado em NY mostrava alta de 0,61%, com o barril cotado a US$ 60,97. O euro era transacionado em alta para US$ 1,248 e notes americanos de dez anos com taxa de juros de 2,93%. O ouro em queda e a prata em alta na Comex e commodities agrícolas com altas na bolsa de Chicago. A criptomoeda Bitcoin para fevereiro tinha alta de 2,85% e cotada a US$ 9555.

No cenário local, Rodrigo Maia parece articular discursos para engavetar a reforma da Previdência, enquanto o governo distribui recursos no valor de R$ 2,0 bilhões às vésperas da discussão da reforma. A presidente do STF, Carmen Lúcia, atribuiu competência ao STF para decidir o imbróglio de Cristiane Brasil como ministra do Trabalho. Na economia, tivemos a divulgação da ata da última reunião do Copom que reduziu a Selic para 6,75% que veio mais suave que o próprio comunicado. Apesar de descrever a possibilidade de interrupção de quedas, ainda assim deixou janela aberta para fazer isso, dependendo das condições de risco interna e externa. Falou ainda sobre a necessidade de reformas, mas membros defenderam grau de liberdade na comunicação. Ou seja, tanto podem prosseguir com quedas ou interromper.

Tivemos a divulgação do IGP-10 de fevereiro com 0,23% (anterior em 0,79%), com a inflação do ano em 1,02% e em 12 meses ainda com deflação de 0,42%. Na sequência dos mercados, os DIs começando o dia com quedas de juros para todos os vencimentos mais líquidos e o dólar em queda de 0,30% e cotado a R$ 3,211. Na B3, o índice futuro em alta de 0,78%, nesse início de manhã.

Nos EUA, ainda teremos indicadores com capacidade de influir nas condições dos mercados e mudar o cenário.

Bom dia e bons negócios.

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe Home Broker Modalmais
Fonte: https://www.modalmais.com.br/blog/falando-de-mercado


Assuntos desta notícia

Join the Conversation