Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Por Dustin Volz
WASHINGTON, 12 Out (Reuters) – A diretora de operações do
Facebook , Sheryl Sandberg, disse nesta quinta-feira que a
empresa está totalmente comprometida a ajudar investigadores do
Congresso dos Estados Unidos a divulgar publicamente anúncios
políticos apoiados pela Rússia que foram veiculados na eleição
norte-americana de 2016.
Sheryl afirmou, em entrevista ao site de notícias Axios, que
"aconteceram coisas em nossa plataforma nesta eleição que não
deveriam ter acontecido".
O Facebook recentemente entregou mais de 3 mil anúncios
politicamente divisores, que se acredita terem sido comprados
pela Rússia, a comissões parlamentares que investigam alegações
de interferência russa na votação.
A rede social os encontrou em sua rede e disse que os
anúncios apareceram durante meses antes e depois da eleição.
Sheryl disse que apoia a divulgação dos anúncios, além das
páginas aos quais eles estavam ligados.
"Não queremos este tipo de interferência estrangeira" no
Facebook, afirmou.
Ela acrescentou que, em muitos casos, contas foram fechadas
por serem falsas, mas que se estas contas eram administradas por
pessoas reais a rede social não as teria removido.
Perguntada se o Facebook contribuiu para a derrota da
candidata democrata, Hillary Clinton, para o republicano Donald
Trump na eleição do ano passado, Sandberg, apoiadora declarada
de Hillary durante a campanha, não respondeu diretamente, mas
disse que o importante é que o site seja "livre de abuso"
durante qualquer eleição em qualquer campanha.
(Reportagem adicional de Makini Brice)
((Tradução Redação Rio de Janeiro; 55 21 2223-7128))
REUTERS PF


Assuntos desta notícia

Join the Conversation