Clicky

Profitchart Pro 728×90

TORONTO, 15 Set (Reuters) – O Facebook contratou a
acadêmica em inteligência artificial Joelle Pineau para liderar
seu novo laboratório de pesquisa na cidade canadense de
Montreal, informou a empresa nesta sexta-feira.
Antes de domínio exclusivo de pesquisadores acadêmicos, a
inteligência artificial ganhou a atenção do mundo corporativo, à
medida que as empresas de saúde e serviços financeiros buscam
usar algoritmos para encontrar padrões para resolver problemas.
O laboratório será o quarto do Facebook, depois dos
inaugurados em Palo Alto, Nova York e Paris, e se juntará aos
esforços de pesquisas em inteligência artificial similares da
Microsoft e do Google, da Alphabet .
A rede social também vai investir 7 milhões de dólares para
apoiar pesquisa de inteligência artificial em instituições
acadêmicas em Montreal, declarou o Instituto Canadense de
Pesquisa Avançada.
Pineau é co-diretora do Laboratório de Razão e Aprendizagem
da Universidade McGill, cujo trabalho se concentra no
desenvolvimento e aplicação de modelos de algoritmos para saúde,
transporte e processamento de linguagem.
Ela será acompanhada pelos colegas pesquisadores Pascal
Vincent, Michael Rabbat e Nicolas Ballat, e o Facebook espera
que a equipe cresça para cerca de 30 pesquisadores.
A rede social já usa a inteligência artificial para
reconhecimento de imagens, análise de idiomas e publicidade
direcionada. O Facebook também usa inteligência artificial para
identificar e remover o que considera "conteúdo inapropriado".

(Por Alastair Sharp)
((Tradução Redação São Paulo; +55 11 56447553))
REUTERS TH LGG

Chart Trading 300×250

Assuntos desta notícia

Join the Conversation