Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Por Warren Strobel e John Walcott
WASHINGTON, 9 Mar (Reuters) – O ex-assessor da campanha de
Donald Trump Sam Nunberg saiu de um tribunal federal em
Washington nesta sexta-feira após passar cerca de seis horas
perante um júri convocado pelo procurador especial Robert
Mueller, como parte de sua investigação sobre se a Rússia teve
envolvimento na eleição presidencial norte-americana de 2016.
Nunberg havia negado prestar depoimento na investigação que
também analisa se a campanha de Trump conspirou com a Rússia.
Nem ele nem seu advogado fizeram comentários públicos.
Nunberg, que foi intimado ao grande júri federal, passou a
segunda-feira criando um frenesi midiático ao dizer a diversos
veículos da mídia que iria ignorar a ordem, mesmo com o risco de
ser preso. Ele especulou sobre os alvos da investigação sobre a
Rússia e disse que não queria classificar uma série de emails
apesar da intimação.
Nunberg, de 36 anos, é um associado de Roger Stone, aliado e
há tempos consultor político de Trump. Mueller quer determinar
se Stone desempenhou algum papel na publicação de emails
democratas hackeados por operações de inteligência da Rússia, de
acordo com fontes familiares à investigação.
((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447765))
REUTERS TR


Assuntos desta notícia