Clicky

MetaTrader 728×90

Por David Shepardson
WASHINGTON, 13 Fev (Reuters) – O presidente do Estados
Unidos, Donald Trump, disse na segunda-feira que fará pressão
para cobrar um "imposto recíproco" de países, inclusive aliados
dos EUA, que impõem tarifas a produtos norte-americanos, mas as
autoridades não forneceram detalhes de como tal taxa seria
estruturada ou a quais bens se aplicaria.
Durante sua campanha presidencial populista de 2016, o
republicano Trump atacou países que têm superávits comerciais e
"se aproveitam dos Estados Unidos", e voltou ao assunto na
segunda-feira.
"Não podemos continuar a deixar as pessoas entrarem em nosso
país, nos assaltar e nos impor tarifas e impostos tremendos e
não lhes cobrar nada", disse Trump aos repórteres em um evento
realizado na Casa Branca para anunciar a proposta de um plano
para a infraestrutura.
Os EUA perdem "vastas quantias de dinheiro com a China, o
Japão e a Coreia do Sul e muitos outros países… é um pouco
duro para eles porque eles se safaram durante 25 anos. Mas
mudaremos a política", afirmou ele.
Trump disse que seu governo imporá um "imposto recíproco" a
outros países – "alguns deles são assim chamados aliados, mas
não são aliados no comércio".
Ele não especificou como tal imposto seria estruturado nem
se quis dizer que o índice de tarifas dos EUA deveria ser
elevado para se igualar àquele cobrado por outros grandes
parceiros comerciais. Autoridades do governo não puderam
detalhar de imediato os comentários do presidente.
((Tradução Redação Brasília, 55 61 3426 7029))
REUTERS RB


Assuntos desta notícia