Clicky

MetaTrader 728×90

DUBAI, 9 Jan (Reuters) – O Ministério da Agricultura do
Egito disse nesta terça-feira que formará um comitê para revisar
a legislação que rege o trabalho da autoridade de quarentena
agrícola do país, que sacudiu os mercados mundiais de grãos,
rejeitando várias cargas de trigo desde 2016.
O Egito, maior importador global de trigo, causou estragos
no comércio da commodity quando os funcionários de quarentena em
2016 aplicaram uma política de importações que impediu as
compras de lotes contendo até vestígios do fungo ergot.
Um primeiro decreto ministerial terminou a crise em 2017,
aplicando um padrão global mais comum, mas isso foi desafiado no
tribunal através de vários casos.
O ministério disse na declaração desta terça-feira que o
novo comitê "revisará, atualizará e alterará toda a legislação
que rege o trabalho da quarentena agrícola e todas as decisões
ligadas a ela".
(Por Maha El Dahan)
((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447765))
REUTERS JRG MN


Assuntos desta notícia