Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Por José Roberto Gomes
SÃO PAULO, 13 Nov (Reuters) – As vendas de etanol pelas
usinas e destilarias do centro-sul do Brasil alcançaram 2,46
bilhões de litros em outubro, alta de 15,21 por cento na
comparação com igual mês do ano passado, sendo o maior volume
mensal da atual safra 2017/18, informou a União da Indústria de
Cana-de-açúcar (Unica) nesta segunda-feira.
A quantidade refere-se ao somatório de vendas para o mercado
interno (2,29 bilhões de litros) e para o externo (171,96
milhões de litros).
"Esse resultado decorre principalmente da ampliação das
vendas de etanol hidratado ao mercado interno. Estas totalizaram
1,50 bilhão de litros, aumento de 21,66 por cento sobre os 1,23
bilhão de litros apurados em outubro de 2016", destacou a Unica.
O hidratado vem se mostrando atrativo para as usinas desde
agosto, na esteira de mudanças tributárias envolvendo as
alíquotas PIS/Cofins que tornaram o biocombustível mais
competitivo que a gasolina em postos do país.
"Segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural
e Biocombustíveis (ANP) nos Estados de Goiás, Mato Grosso, Minas
Gerais e São Paulo, há dez semanas consecutivas abastecer com
etanol é mais econômico", citou a Unica.
Especificamente para a segunda metade de outubro, o volume
comercializado de hidratado no mercado doméstico atingiu 839,63
milhões de litros, alta de 32,48 por cento na comparação anual e
o segundo maior valor já observado para uma quinzena, superado
apenas pelos 877,33 milhões de litros registrados na última
quinzena de outubro de 2015.
Em relação ao etanol anidro, as vendas ao mercado interno
somaram 794,46 milhões de litros em outubro de 2017 (queda de
cerca de 4,7 por cento).
As exportações totais de etanol alcançaram 171,97 milhões de
litros em outubro, dos quais 79 por cento foram de etanol
anidro, concluiu a Unica.

(Por José Roberto Gomes; Edição de Luciano Costa)
(([email protected]; 55 11 5644 7762; Reuters
Messaging: [email protected]))

MetaTrader 300×250

Assuntos desta notícia

Join the Conversation