Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

BRUXELAS, 12 Mar (Reuters) – A União Europeia informou nesta
segunda-feira que ampliou por mais seis meses suas sanções à
Rússia adotadas devido à anexação da Crimeia e ao apoio a
rebeldes do leste da Ucrânia.
As sanções, que incluem restrições de viagem e congelamentos
de bens de cerca de 150 pessoas e 38 empresas, serão prorrogadas
até 15 de setembro, informou o Conselho Europeu.
"Uma avaliação da situação não justifica uma mudança no
regime de sanções", explicou o Conselho em um comunicado.
Depois de anexar a Crimeia em 2014, uma medida que nunca foi
reconhecida internacionalmente, a Rússia disse que não
devolveria a região à Ucrânia.
A UE e outros países ocidentais dizem que Moscou também vem
proporcionando ajuda a separatistas do leste da Ucrânia, onde um
conflito matou mais de 10 mil pessoas desde 2014.
(Por Robert-Jan Bartunek)
((Tradução Redação Rio de Janeiro; 55 21 2223-7128))
REUTERS PF


Assuntos desta notícia