Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

CHICAGO, 4 Mai (Reuters) – Os contratos futuros da soja
negociados em Chicago caíram nesta sexta-feira, por frustração
de que conversas não aproximaram Washington e Pequim de um
acordo para resolver a crescente disputa que reduziu as vendas
dos EUA para a China.
Os preços recuaram após avanço de 1 por cento na
quinta-feira, impulsionado por "rumores infundados" de que as
duas maiores economias do mundo tinham acertado um acordo
comercial, disse Tomm Pfitzenmaier, analista para a Summit
Commodity Brokerage.
A agência de notícias chinesa Xinhua informou que as
divergências entre as duas nações continuaram "relativamente
grandes" após a conclusão das discussões comercias entre os EUA
e a China nesta sexta-feira.
O contrato junho da soja na Bolsa de Chicago
escorregou 16,5 centavos de dólar, ou 1,6 por cento, para
10,3675 dólares o bushel.
As perdas pesaram no mercado de milho , que recuou 1,75
centavo de dólar, ou 0,4 por cento, para 4,0625 dólares o
bushel, após atingir uma máxima de nove meses na quinta-feira.
O contrato junho do trigo perdeu 11,75 centavos de
dólar, ou 2,2 por cento, a 5,2625 dólares o bushel, por vendas
técnicas e chuvas que amenizaram os receios sobre a seca que
está atingindo a plantação nas planícies dos EUA.
Especialistas em uma expedição técnica projetaram na
quinta-feira que o Kansas, principal Estado norte-americano
produtor, que está sendo afetado pela seca, pode produzir a
menor safra desde 1989.
(Por Tom Polansek; Reportagem adicional por Gus Trompiz e
Naveen Thukral)
((Tradução Redação São Paulo, +5511 5644 7721))
REUTERS IM RS


Assuntos desta notícia