Clicky

MetaTrader 728×90

O comércio varejista paulista demonstrou recuperação em suas vendas em novembro de 2016, após a queda observada em outubro. No penúltimo mês do ano, as vendas do setor aumentaram 3,5% na comparação com novembro de 2015 e alcançaram R$ 51,9 bilhões, cerca de R$ 1,7 bilhão superior ao apurado no mesmo período do ano anterior. Este foi o quinto maior montante para o mês de toda a série histórica iniciada em 2008. No acumulado do ano, porém, houve retração de 0,3% e em 12 meses, a queda foi ainda mais acentuada, de 0,7%.

Os dados são da Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista no Estado de São Paulo (PCCV), realizada mensalmente pela FecomercioSP, com base em informações da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (Sefaz-SP).

MetaTrader 300×250

Entre as 16 regiões analisadas pela Federação, apenas Osasco (-6,8%) e Guarulhos (-2%) registraram queda no faturamento em novembro, na comparação com mesmo mês de 2015. Os melhores desempenhos foram observados nas regiões de Araraquara (10,3%), Marília (8,9%) e ABCD (8,1%). Já a região de Bauru apresentou estabilidade (0%).

Das nove atividades pesquisadas, sete mostraram aumento em seu faturamento real em relação a novembro de 2015: farmácias e perfumarias (17,7%), autopeças e acessórios (17,4%), concessionárias de veículos (8,1%), materiais de construção (6,5%), outras atividades (5,1%), supermercados (3,0%) e lojas de móveis e decoração (1,7%). Essas altas contribuíram para o resultado geral com 4,9 pontos porcentuais (p.p.).

Já as retrações foram registradas pelos grupos de eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamentos (-12,7%) e lojas de vestuário, tecidos e calçados (-2,0%), impactando em -1,4 p.p. para o resultado geral.


Assuntos desta notícia