Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Os números apurados pela Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, revelaram que os emplacamentos de veículos (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros) apresentaram queda de 18,31% em relação a março, se considerados os dias corridos. Foram emplacadas 230.854 unidades em abril, contra 282.613 no mês anterior. Na comparação entre os meses de abril 2017 e o mesmo mês de 2016 (266.478 unidades), o setor automotivo registrou retração de 13,37% este ano. “Além da lenta recuperação da economia, os feriados também impactaram no volume de dias úteis, o que repercutiu, diretamente, na queda registrada nos emplacamentos. Se considerarmos as vendas diárias, notaremos aumento de 4,23% nos emplacamentos”, declara Alarico Assumpção Júnior, Presidente da Fenabrave.

Considerados os dias corridos, no acumulado do ano, a queda chegou a 11,45% para todos os setores somados. Nos primeiros quatro meses deste ano, foram emplacadas 942.530 unidades, contra 1.064.446 no mesmo período de 2016.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Vendas diárias de automóveis e comerciais leves crescem

Mesmo com queda de 17,11% em abril sobre março de 2017, e de 3,25% na comparação com abril de 2016 (considerando dias corridos), os segmentos de automóveis e comerciais leves apresentaram recuperação no volume de vendas diárias. Foram emplacadas 8.466 unidades por dia em abril deste ano, contra 7.993 unidades em março, num crescimento de 5,92%. Se comparadas às vendas diárias de abril de 2016, quando foram emplacadas 7.875 unidades, a evolução chega a 7,5%. “Tivemos cinco dias a menos em abril se comparado ao mês anterior (23 em março contra 18 em abril). Esse aumento no volume de vendas diárias nos faz acreditar que estamos interrompendo a curva de queda e iniciando uma recuperação, ainda que moderada.

No acumulado desses segmentos, ainda temos retração de 1,67%, mas estamos confiantes que teremos melhores resultados nos próximos meses, se os índices de confiança forem retomados e a economia voltar a girar”, comentou Assumpção Júnior.

Transações de Usados crescem 6,7% no acumulado

As transações de veículos usados, considerando todos os segmentos automotivos somados (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros veículos), apresentaram retração de 14,53% em abril, na comparação com o mês anterior. Ao todo, foram transacionadas 1.020.115 unidades em abril de 2017, contra 1.193.544 em março. Na comparação com o mês de abril/2016, o resultado geral de transações de usados apresentou queda de 0,95%, chegando a 1.029.870 unidades transacionadas no período.

Já no acumulado do quadrimestre, o mercado de usados apresentou alta de 6,17% no comparativo com o mesmo período do ano passado. Ao todo, foram transacionadas 4.245.307 unidades em 2017, contra 3.998.447 unidades em 2016.

Para os segmentos de automóveis e comerciais leves, as transações apresentaram baixa de 14,13% em abril sobre março. Ao todo, foram negociadas 765.602 unidades no quarto mês deste ano, contra 891.554 em março. Em relação a abril/2016 (760.385 unidades), houve crescimento de 0,69% nas transações destes veículos.

Para o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, apesar de o mês de abril ter apresentado uma queda de 14,53% em dias corridos, o resultado, em dias úteis, apontou crescimento de 9,21%. “Este mercado se manterá aquecido ao longo de 2017, motivado pelas oportunidades que surgem no momento da “troca com troco” dos veículos”, declara Assumpção Júnior.

Do total de automóveis e comerciais leves negociados, os usados (de até 3 anos de fabricação) representaram 14,16% do total transacionado em abril, e 13,45% do acumulado do ano.

 


Assuntos desta notícia