Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Estrangeiros movimentaram 102,6 bilhões de dólares em aquisição de imóveis nos Estados Unidos. Os dados são de estudo da Miami Association of REALTORS para a National Association of REALTORS e o levantamento foi realizado entre março de 2015 e março de 2016. O Brasil ficou em sexto lugar, junto com a França e a Alemanha. E a Flórida foi o Estado mais procurado por esses investidores internacionais, sendo que os brasileiros lideraram a compra de propriedades mais caras na Flórida, com investimento médio de 775 mil dólares.

Isso acontece em grande parte por conta da valorização de um imóvel aqui nos EUA, que é de 30 a 50% nos primeiros anos. Quando pensamos em um imóvel para locação, em alguns lugares é possível ter até 1% de retorno ao mês e isso se torna muito atrativo. Ter um bem com alta valorização em dólar e boa rentabilidade mensal, acima de um fundo de renda fixa no Brasil, por exemplo.

MetaTrader 300×250

Quem desejar investir em um imóvel nos Estados Unidos deve procurar um corretor que buscará as melhores opções, de acordo com o perfil desejado e há muitos brasileiros atuando nesse negócio. Ainda de acordo com a pesquisa da Miami Association of REALTORS, 72% dos investidores internacionais pagaram o imóvel a vista. Porém, isso não é necessário já que há possibilidade de dar uma entrada, estimada entre 30 e 40% do valor do imóvel, financiando o restante em 30 anos, com juros de 5 a 7,5% ao ano.

Esses números oscilam de acordo com o crédito aprovado e com os rendimentos dos compradores em seus países de origem.

Para fazer o envio de dinheiro do Brasil para os Estados Unidos o interessado deve procurar uma corretora de câmbio ou fazer pelo próprio banco onde é correntista e o procedimento é muito simples, sendo que a única taxação são os 0,38% de IOF. Não existe imposto de renda para aquisição de imóveis nos EUA, mas o bem deve ser declarado à Receita Federal.

Para finalizar, deixa uma dica aos interessados: comprar um imóvel por meio de uma empresa.

A abertura de uma empresa americana custa em torno de mil dólares e leva de 10 a 15 dias e é a melhor forma de proteger o patrimônio, pois em caso de falecimento, por exemplo, inventários aqui podem custar até 50% do valor do bem. Porém, vale ressaltar que se você quer morar nos Estados Unidos a compra de um imóvel não concede a permanência e você deve consultar um advogado que te oriente quanto a opções de vistos disponíveis.

Outros dados da pesquisa

– 102,6 bilhões de dólares foi o volume de vendas de imóveis residenciais para estrangeiros nos EUA de março de 2015 a março de 2016;

– Brasil é o 6º país que mais compra imóveis residenciais nos EUA, junto de França e Alemanha;

– A Flórida (22%) é o Estado mais procurado por investidores internacionais, seguido pela Califórnia (15%) e Texas (10%);

– Miami, Fort Lauderdale e West Palm Beach são as regiões mais desejadas por brasileiros na Flórida, com 69%, seguido de Orlando com 24% Flórida;

– Fatos mais importantes que influenciaram a compra de um imóvel na Flórida: 40% Investimento seguro; 30% Lugar desejado; o 26% Investimento rentável.

– Brasil e Canadá compraram propriedades mais caras em média na Flórida, comparados aos demais estrangeiros (Brasil: 775 mil dólares, Canadá: 646 mil dólares e Venezuela: 534 mil dólares);

– 19,4 bilhões de dólares foi o volume de vendas de imóveis residenciais para estrangeiros na Flórida de julho de 2015 a julho de 2016;

– 55% dos compradores de Miami adquiriram propriedades em condomínios;

– 94% visitaram a Flórida ao menos uma vez antes de comprar.

O estudo completo da Miami Association of REALTORS para a National Association of
REALTORS pode ser acessado em https://goo.gl/LPCsQN

*Daniel Toledo é advogado especialista em Direito Migratório, sócio-diretor da Loyalty Miami


Assuntos desta notícia

Join the Conversation