Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Por Maximiliano Rizzi
BUENOS AIRES, 17 Jan (Reuters) – A seca no cinturão produtor
de grãos da Argentina, os Pampas, deve reduzir a produtividade
do milho e cortar a produção do cereal em até 3,7 milhões de
toneladas na safra 2017/18, disseram analistas locais nesta
quarta-feira.
A Argentina, terceiro maior exportador de milho no mundo,
foi atingida por um clima extremamente seco, que desacelerou o
plantio de soja no final da temporada, causando preocupações de
que algumas áreas não serão semeadas.
Os produtores só têm mais uma semana para plantar soja, de
modo que a colheita ocorra antes do frio de maio e junho. A
Argentina também é o terceiro maior fornecedor mundial de soja.
"O problema com o milho não é tanto o da redução da área
plantada, mas o efeito que a seca tem sobre os rendimentos",
disse Gustavo Lopez, chefe da consultoria local Agritrend, que
espera uma safra 2017/18 de milho de 38,3 milhões de toneladas,
abaixo de uma estimativa anterior de 42 milhões de toneladas.
(Por Maximiliano Rizzi)
((Tradução Redação São Paulo; +55 11 56447745))
REUTERS TH


Assuntos desta notícia