Clicky

MetaTrader 728×90

SÃO PAULO (Reuters) – A agência de classificação de risco Standard & Poor's rebaixou nesta quinta-feira a nota de crédito da dívida soberana do Brasil para BB-, ante BB, em função da demora na aprovação de medidas para reequilibrar as contas públicas e de incertezas devido às eleições deste ano

"Apesar vários avanços em políticas pela administração Temer, o Brasil fez um progresso mais lento que o esperado na implementação de legislação significativa para corrigir no tempo adequado uma deficiência fiscal estrutural e crescimento dos níveis de dívida", diz a S&P em seu comunicado.

MetaTrader 300×250

Ao mesmo tempo, a perspectiva para o rating brasileiro foi elevada para estável, ante negativa.

No fim do ano passado, os mercados financeiros se posicionaram para o rebaixamento da nota brasileira e nos últimos dias os investidores respiravam mais aliviados, o que levou juros futuros e dólar a cair no início deste ano.

Ainda em 2017, depois da definição da data de votação da reforma da Previdência, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, fez reuniões com as agência de classificação de risco sobre medidas de ajuste fiscal de curto prazo. [nE6N1O400N]

Os deputados devem votar o texto da reforma em primeiro turno no dia 19 de fevereiro.

(Por Iuri Dantas)
2018-01-11T224620Z_1_LYNXMPEE0A1XD_RTROPTP_1_MACRO-RATING-SP-REBAIXA-ATUALIZA.JPG urn:newsml:onlinereport.com:20180111:nRTROPT20180111224620LYNXMPEE0A1XD Prédio da Standard & Poor's em Nova York OLBRTOPNEWS Reuters Brazil Online Report Top News 20180111T224620+0000 20180111T224620+0000


Assuntos desta notícia