Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

MANHATTAN, Kansas, 3 Mai (Reuters) – A seca minou o
potencial de produtividade da safra de trigo do Kansas, o que
provavelmente resultará na menor colheita no maior produtor de
trigo dos EUA desde 1989, disseram especialistas no final do dia
da expedição técnica anual de safras, nesta quinta-feira.
A diminuição da safra pode significar preços mais altos para
o trigo, o que tornaria a oferta dos Estados Unidos menos
competitiva nos mercados globais. A Rússia já superou os EUA
como maior exportador global de trigo.
O contrato julho do trigo negociado em Kansas City
subiu 2 por cento depois da divulgação dos resultados da
expedição da safra, fechando em alta de 12,5 centavos de dólar,
a 5,6775 dólares por bushel, máxima em 10 meses.
O Conselho de Qualidade do Trigo estimou uma média de
rendimento para o trigo vermelho duro de inverno de 37 bushels
por acre (bpa), abaixo de média de cinco anos da expedição de
40,98 bpa e do rendimento registrado no Kansas em 2017 pelo
Departamento de Agricultura dos EUA (USDA, na sigla em inglês)
de 48 bpa, refletindo as condições secas estressantes dos
últimos meses.
A estimativa média para 2018 dos especialistas foi de 243,3
milhões de bushels, uma queda acentuada ante a produção do ano
passado de 333,6 milhões e a menor desde os 213,6 milhões em
1989.
"A história desta safra é que está atrasada e seca", disse
Dave Green, líder da expedição técnica e vice-presidente
executivo do Conselho de Qualidade do Trigo.
(Por Michael Hirter)
((Tradução Redação São Paulo, +5511 5644 7721))
REUTERS IM RS


Assuntos desta notícia