Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

BRASÍLIA, 6 Jun (Reuters) – A recuperação da economia
brasileira vinha ocorrendo em escala crescente no primeiro
trimestre, mas o ritmo perdeu força e não se repetirá nos
próximos meses, disse nesta quarta-feira o ministro do
Planejamento, Esteves Colnago.
A economia brasileira acelerou ligeiramente no primeiro
trimestre deste ano e cresceu 0,4 por cento ante os três meses
anteriores, informou o IBGE. O governo projeta crescimento de
2,5 por cento neste ano e 3 por cento em 2019.
O governo continuará gerando déficits primários até 2021,
data em que a relação dívida bruta em relação ao Produto Interno
Bruto atingirá 81,1 por cento, disse o ministro, durante
apresentação na Comissão Mista de Orçamento do Congresso
Nacional. Naquele ano, as despesas obrigatórias vão representar
98 por cento do Orçamento, acrescentou.

(Por Bruno Federowski; Edição de Claudia Violante)
(([email protected]; +55 11 5644-7757; Reuters
Messaging: [email protected]))

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Assuntos desta notícia

Join the Conversation