Clicky

MetaTrader 728×90

Por Melanie Burton e Terrence Edwards
MELBOURNE/ULAANBAATAR, 22 Jan (Reuters) – A mineradora
global Rio Tinto abrirá um novo escritório na
capital da Mongólia, separado de seu gigante projeto Oyu Tolgoi,
para se concentrar na exploração e nos laços locais,
fortalecendo seu compromisso com um país que é promessa na
produção de cobre.
A proximidade da Mongólia com a vizinha China, maior
consumidor de cobre do mundo, atraiu o interesse internacional,
em meio à perspectiva de que veículos elétricos e energias
renováveis aumentem o consumo de uma commodity que já possui
múltiplos usos.
Mas alguns investidores estão nervosos sobre a
imprevisibilidade da jovem democracia da Mongólia, e a Rio
Tinto, que está operando um projeto de expansão na mina de cobre
Oyu Tolgoi, teve negociações difíceis com o governo mongol no
passado.
O novo escritório, que chegará a 80 funcionários no decorrer
deste ano, apoiará o programa de exploração da empresa, além de
se concentrar na construção de relacionamentos, informou a
mineradora em comunicado nesta segunda-feira.
"Estamos demonstrando o aprofundamento do nosso compromisso
com a Mongólia por meio do estabelecimento de um novo escritório
no país", disse o presidente-executivo da Rio Tinto,
Jean-Sebastien Jacques. "A Mongólia é um dos mais importantes
mercados estratégicos da Rio Rinto e estamos aqui para ficar",
adicionou.
(Reportagem adicional de Barbara Lewis, em Londres)
((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447765))
REUTERS JRG LC


Assuntos desta notícia