Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Acompanhe o resumo dos principais resultados financeiros de empresas brasileiras referentes ao terceiro trimestre e acumulado do ano apresentados na noite desta quarta-fera (08) e na manhã de hoje.

Banco do Brasil – A instituição divulgou lucro líquido de R$ 2,8 bilhões no 3T17, alta 26,5% ante mesma etapa de 2016. Em termos ajustados, o lucro do banco estatal somou R$ 2,7 bilhões no período, aumento 15,9% na comparação com igual etapa do ano passado.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Petrobras – Estamos observando uma oportunidade pontual para uma operação de troca entre as ações ON da Petrobras por suas ações PN. Se analisarmos a relação destas duas ações, o que temos desde o final de 2015 até o momento seria uma relação média de 15% na diferença entre o preço da ON x PN e esta relação hoje se encontra em 4,6%. Assim estamos sugerindo a troca de ações ON por ações PN da empresa.

Ultrapar – A receita líquida do grupo Ultrapar somou R$ 21 bilhões entre julho e setembro, aumento de 6% contra um ano antes. O negócio de distribuição Ipiranga respondeu por 85% deste total. Já o resultado operacional da Ultrapar, medido pelo Ebitda e que inclui desde rede de postos de combustíveis à produção de químicos, foi de R$ 1,2 bilhão, alta de 20% ante o 3T16. Em relação ao resultado financeiro do 3T17, apesar do aumento da dívida líquida total da companhia em 12 meses (de 1,4X para 1,6X o Ebitda), para R$ 6,8 bilhões no fim de setembro, a despesa financeira líquida da Ultrapar caiu 40% por cento, para R$ 121 milhões, refletindo, sobretudo a queda das taxas de juros. Este último fator foi importante na formação do resultado final do 3T17, quando a empresa contabilizou lucro líquido de R$ 542 milhões, +24% sobre o 3T16 e +12% sobre o 2T17.

Taesa – A transmissora de energia elétrica Taesa, controlada pela Cemig e pela colombiana Isa, reportou um lucro líquido de R$ 97,3 milhões no 3T17, com recuo de 55,3% ante o mesmo período do ano passado, impactada pelos índices de inflação que corrigem seus contratos. Sua geração de caixa medida pelo Ebitda somou R$ 363 milhões, com queda de 8,4% contra o 3T16.

Rumo – A empresa de concessões de logística Rumo teve lucro líquido de R$ 78 milhões no 3T17, após prejuízo de R$ 59 milhões em igual período de 2016, refletindo aumento dos volumes transportados. Nesta linha, o volume transportado pela empresa cresceu 17,7% na comparação anual, para 14 bilhões de toneladas (TKU), como resultado do importante aumento da demanda por transporte de produtos do agronegócio, como milho e soja. O Ebitda somou R$ 800 milhões, alta de 25% na comparação anual. Seu resultado financeiro, a exemplo de várias empresas com exposição em endividamento de origem local, foi beneficiado pelo efeito da dos juros sobre seu endividamento. A alavancagem financeira, medida pela relação entre dívida líquida/Ebitda, caiu de 4,26X do 2T17 para 3,98X no 3T17. No documento divulgado ao mercado, a empresa faz menção a perspectivas positivas para o 4T17 podem se confirmar considerando o cenário para as safras de grãos 2017/2018.

CVC – Junto com a divulgação do resultado do 3T17, a CVC anunciou a aquisição da operadora de turismo Visual, por R$ 68 milhões e um adicional de até R$ 17 milhões, se for atingidas metas de receita e Ebitda por quatro anos. Sobre o resultado do 3T17, a CVC registrou receita líquida de R$ 314 milhões, +10% sobre o 3T16. O Ebitda apontado ficou em R$ 156 milhões no 3T17, +7% sobre o mesmo trimestre de 2016 e o resultado final ficou representado por lucro líquido de R$ 70 milhões, +16% sobre o 3T16.
T4F – A empresa registrou receita líquida de R$ 133 milhões no 3T17, +33% sobre a comparação anual, sendo basicamente 39% formado por promoções e eventos, 25% por operação de bilheteria e 24% por patrocinio. O Ebitda atingiu R$ 21 milhões no 3T17, 11% superior ao mesmo trimestre de 2016 e por fim, o lucro líquido consolidado ficou em R$ 13,4 milhões, +120% sobre o 3T16.

Totvs – O resultado da empresa no 3T17 foi afetado por aumento de despesas operacionais, embora o faturamento de R$ 562 milhões no 3T17 tenha subido 5% sobre o 3T16. O Ebitda de R$ 62 milhões no trimestre mostrou queda de 24% pelo fator citado, ou seja, elevação de provisões para contingências e despesas comerciais e menor resultado no segmento de software. Assim, o lucro líquido da Totvs no 3T17 recuou em 44% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior, sendo contabilizado em R$ 22 milhões. Todas as informações são da Magliano Corretora.


Assuntos desta notícia

Join the Conversation