Clicky

MetaTrader 728×90

PEQUIM, 8 Jan (Reuters) – As reservas cambiais da China
subiram para o nível mais alto em mais de um ano em dezembro,
superando as estimativas de economistas, com as regulações
rígidas e o iuan forte desencorajando a saída de capital,
segundo o banco central do país.
Chegando ao 11º mês seguido de ganhos, as reservas subiram
20,2 bilhões de dólares em dezembro, para 3,14 trilhões de
dólares, nível mais alto desde setembro de 2016 e o maior
aumento mensal desde julho. Em novembro o aumento foi de 10
bilhões de dólares.
Economistas consultados pela Reuters projetavam que as
reservas subiriam 6 bilhões de dólares.
A saída de capital era vista como um grande risco para a
China no início de 2017, mas a combinação de controles mais
rígidos e dólar fraco ajudou o iuan a registrar forte virada,
alimentando a confiança na economia.
O iuan subiu cerca de 6,8 por cento contra a moeda
norte-americana em 2017, recuperando-se das perdas de 6,5 por
cento em 2016 e revertendo três anos seguidos de depreciação.
No ano passado todo, as reservas cambiais da China cresceram
129,5 bilhões de dólares, de 3,011 trilhões no final de 2016.
Essa foi a primeira alta anual desde 2014.
O regulador cambial da China afirmou em comunicado em seu
site que manterá as reservas cambiais do país e o balanço
internacional de pagamentos "equilibrados e estáveis" em 2018.
(Reportagem de Josephine Mason, Meng Meng e Cheng Fang)
((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7729))
REUTERS CMO PD


Assuntos desta notícia