Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

NOVA YORK, 13 Jun (Reuters) – O Federal Reserve, banco
central dos Estados Unidos, elevou as taxas de juros nesta
quarta-feira, medida amplamente esperada, mas ainda um marco na
mudança do banco central dos EUA para combater a crise
financeira e a recessão de 2007 a 2009.
Ao aumentar sua taxa básica de 0,25 ponto percentual para o
intervalo entre 1,75 e 2 por cento, o Fed reduziu sua promessa
de manter as taxas baixas o suficiente para estimular a economia
"por algum tempo" e sinalizou que toleraria meta de inflação
pelo menos até 2020.
Veja abaixo declarações de especialistas:

SPENCER LEVY, CONSELHEIRO ECONÔMICO SÊNIOR, CBRE
"Do meu ponto de vista, não é a mudança absoluta, mas a taxa
de mudança que mais importa e o Fed vem procedendo de maneira
muito cautelosa e calculada na curva de curto prazo e vem
fazendo o mesmo na curva de longo prazo. Dado o fato de não
termos visto mudanças rápidas, o lento e estável está ganhando a
corrida agora."

MetaTrader 300×250

HEIDI LEARNER, ECONOMISTA-CHEFE, SAVILLS STUDLEY, SAVILLS
PLC
"A verdadeira surpresa é que o Fed sinalizou sua intenção de
aumentar mais duas vezes este ano depois de hoje. Isso é
surpreendente, já que o crescimento do PIB para o ano foi
revisado apenas em 0,1 ponto, para 2,8 por cento, e a inflação
está prevista em 2,1 por cento, realmente em linha com a meta de
2 por cento do Fed.
"Eles mantiveram a frase de que a política permanece
flexível na declaração, mas se chegarmos a 2,4 por cento no
final do ano estaremos apenas 50 pontos base abaixo do que o Fed
vê como a taxa de longo prazo."

SHAWN CRUZ, GERENTE DE ESTRATÉGIA, TD AMERITRADE
"Definitivamente há um tom um pouco mais agressivo. Se você
olhar para trás, o que realmente iniciou as grandes vendas de
fevereiro, foi a preocupação com a inflação saindo do relatório
de empregos. Parece que o Fed está confirmando o aumento da
inflação
Eu acho que as mudanças nas projeções foram realmente boas
para os investidores. Não é um número de inflação muito alto.
Tivemos aumento no crescimento do PIB e também tivemos uma queda
esperada no desemprego. Se você é um investidor, essas são boas
projeções que você quer ouvir. O mercado gosta de maiores
expectativas de crescimento."
((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447509))
REUTERS SI PD


Assuntos desta notícia

Join the Conversation