Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

LONDRES, 29 Jan (Reuters) – Os rendimentos dos Treasuries
dos Estados Unidos atingiram máximas de mais de três anos nesta
segunda-feira depois que comentários de um integrante do Banco
Central Europeu (BCE) contribuíram para a expectativa de que
bancos centrais vão reduzir estímulos diante da melhora das
perspectivas econômicas.
A quebra de níveis técnicos de suporte contribuiu para o
sentimento de venda, com os rendimentos dos títulos de
referência de 10 anos ultrapassando a linha de tendência de
venda de mais de 30 anos, desde a década de 1980.
"Níveis-chave foram retirados, a tendência foi quebrada",
disse Tom di Galoma, diretor na Seaport Global Holdings.
"Provavelmente é a constatação de que a economia global está
andando em frente e tem bastante fôlego."
O rendimento do Treasury de 10 anos chegou a
2,727 por cento, nível mais alto desde abril de 2014.
Bancos centrais estão removendo o apoio para os mercados de
títulos à medida que a perspectiva econômica melhora.
O presidente do banco central holandês, Klaas Knot, disse no
domingo que "não há razão alguma" para o BCE continuar com seu
programa de compra de títulos.
Alguns economistas esperam que o Federal Reserve melhore sua
avaliação econômica quando concluir sua reunião na quarta-feira.
Isso poderia elevar a probabilidade de que o banco central dos
Estados Unidos aumente a taxa de juros quatro vezes neste ano.
(Reportagem de Dhara Ranasinghe e Saikat Chatterjee)
((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7729))
REUTERS ID CMO


Assuntos desta notícia