Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Por Harriet McLeod e Scott Malone
CHARLESTON/BOSTON, 4 Jan (Reuters) – Uma rara tempestade de
inverno atingiu o sudeste dos Estados Unidos na quarta-feira,
levando neve à capital da Flórida pela primeira vez em três
décadas e impedindo viagens, enquanto a Nova Inglaterra se
preparava para uma nevasca chamada de "ciclone bomba", com
previsão de gerar grandes acúmulos nesta quinta-feira.
Os governadores da Flórida, Geórgia, Carolina do Norte e
Virgínia declararam estado de emergência, alertando moradores
para a possibilidade de ruas congeladas e temperaturas muito
baixas. No nordeste do país, equipes de trabalho carregaram
caminhões com sal para estradas em preparação para a tempestade.
O Departamento de Educação da Cidade de Nova York disse que
irá fechar escolas públicas nesta quinta-feira devido ao mau
tempo. O Serviço Meteorológico Nacional dos EUA previu que Nova
York pode ver entre 12 e 20 centímetros de neve e rajadas de
ventos de até 80 km/h nesta quinta-feira.
Grande parte do leste dos Estados Unidos permanece
gravemente afetada pelo frio contínuo que congelou partes das
Cataratas do Niágara, nos lados norte-americano e canadense,
além de causar estragos em infraestruturas, fazendo com que
canos congelassem e aquedutos rompessem.
O frio foi responsabilizado por ao menos nove mortes durante
os últimos dias, incluindo duas pessoas desabrigadas em Houston.
A Polícia de Roseville, no Estado de Michigan, informou na
quarta-feira que uma mulher de 96 anos, que havia sido
recentemente diagnosticada com demência, foi encontrada morta em
um parque, aparentemente tendo morrido congelada após sair de
casa de roupão e chinelo.
O Serviço Meteorológico Nacional emitiu alertas de nevascas
para Virgínia até Maine, com previsão de que áreas ao redor de
Boston vejam cerca de 30 centímetros de neve nesta quinta-feira.
A neve cairá com velocidade durante o dia, a diversos
centímetros por hora, e a tempestade será intensificada pelo
efeito conhecido como "ciclone bomba", advertiu o serviço de
previsão de tempo Accuweather.
((Tradução Redação Rio de Janeiro; 55 21 22237141))
REUTERS MCP PF


Assuntos desta notícia