Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

BRUXELAS, 12 Out (Reuters) – A produção industrial da zona
do euro subiu bem mais do que o esperado e atingiu seu maior
índice em nove meses em agosto, já que a geração de bens de
capital, como maquinário, cresceu consideravelmente, em um bom
indicativo de crescimento econômico no segundo semestre do ano.
A produção geral cresceu 1,4 por cento em agosto na
comparação mensal e 3,8 por cento na medição anual, informou o
Eurostat, escritório de estatísticas da União Europeia, nesta
quinta-feira.
Os números ficaram bem acima da previsão média de
crescimento que economistas estimaram em pesquisa da Reuters:
0,5 por cento na medição mensal e 2,6 por cento na comparação
ano a ano. A estimativa mensal teve a maior alta desde novembro
de 2016.
Os dados de julho também foram revistos para cima, de 0,1
para 0,3 por cento na medição mensal e de 3,2 para 3,6 por cento
na anual.
As cifras da produção foram um bom sinal de crescimento do
bloco de 19 países para a segunda metade de 2017, já que o
aumento de 3,1 por cento na geração de bens de capital apontou
que as empresas estão investindo.
A produção de bens de consumo duráveis, como carros, também
mostrou força, crescendo 1,3 por cento no mês e indicando que a
indústria espera uma demanda maior dos consumidores por bens
mais caros.
((Tradução Redação Rio de Janeiro; 55 21 2223-7128))
REUTERS PF


Assuntos desta notícia