Clicky

MetaTrader 728×90

Por Marta Nogueira
RIO DE JANEIRO, 16 Abr (Reuters) – A produção de níquel da
mineradora Vale caiu 17,9 por cento no primeiro
trimestre, para 58,6 mil toneladas, como reflexo de um processo
que busca maiores retornos e que resultou na redução do ritmo da
unidade canadense de Voisey’s Bay para estender a vida da mina,
afirmou a companhia brasileira nesta segunda-feira.
A maior parte da produção de níquel da Vale, uma das maiores
produtores globais de metal, vem do Canadá, onde a companhia
atua ainda em Sudbury e Thompson.
A Vale afirmou ainda que o projeto de extensão da mina de
Voisey’s Bay está em reavaliação. A companhia ainda colocou em
"care and maintenance" (hibernação) as unidades não competitivas
como Stobie (em Sudbury) e Birchtree (em Manitoba).
Dessa forma, a produção da Vale na comparação com quarto
trimestre registrou uma queda ainda maior, de 24,9 por cento.
Para o segundo trimestre, a Vale prevê produção de 65 mil
toneladas de níquel.
As vendas de níquel da mineradora, por sua vez, somaram 57,9
mil toneladas entre janeiro e março, queda de 19,7 por cento
ante o mesmo período do ano passado, refletindo um menor volume
de produção e aumento de 700 toneladas de estoques de produtos
acabados para compensar o consumo de estoques.
A companhia brasileira está realizando um amplo processo de
revisão de sua área de metais básicos, com o objetivo de
alavancar resultados, inclusive a partir de uma diversificação
de seus negócios, elevando a importância do níquel nos
resultados da empresa.
No caso do cobre, a produção do primeiro trimestre da Vale
alcançou 93,3 mil toneladas, uma queda de 13,2 por cento ante o
mesmo período do ano passado e um recuo de 17,8 por cento ante o
quarto trimestre de 2017, também devido a paradas de minas não
competitivas e também para manutenção.
As vendas de cobre da Vale também caíram nas duas
comparações, com um recuo maior, de 20,8 por cento, em relação
ao quarto trimestre do ano passado.
Segundo a Vale, a empresa produziu menos cobre em Sudbury,
como resultado da decisão de colocar as minas não competitivas
em "care and maintenance", além de realizar uma parada não
programada de manutenção na mina de Coleman, também no Canadá.
Para o segundo trimestre, a empresa informou que a produção
de cobre irá subir para 100 mil toneladas.

(Por Marta Nogueira; edição de Roberto Samora)
(([email protected]; +55 21 2223 7104; Reuters
Messaging: [email protected]))

MetaTrader 300×250

Assuntos desta notícia

Join the Conversation