Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

PEQUIM, 14 Nov (Reuters) – As refinarias da China elevaram o
processamento de petróleo para perto de níveis recorde em
outubro, conforme as margens de refino subiram após o órgão de
planejamento estatal do país aumentar preços para gasolina e
diesel nas bombas.
Também houve alta no mês passado, segundo dados do
escritório de estatísticas da China nesta terça-feira, na
produção de gás natural do país, que saltou 15 por cento, para
máxima em sete meses, após grandes petroleiras elevarem a
produção para atender à crescente demanda de inverno gerada por
restrições de Pequim ao uso de carvão para aquecimento.
Os dados mostram que o processamento de petróleo subiu 7,4
por cento em outubro, para 50,51 milhões de toneladas, ou 11,89
milhões de barris por dia (bpd) em uma base diária, embora
abaixo do ritmo recorde de 12 milhões de bpd em setembro.
Nos primeiros dez meses do ano, a produção das refinarias
cresceu 5 por cento ante o mesmo período do ano anterior, para
468,92 milhões de toneladas, ou 11,26 milhões de bpd.
"O rendimento aumentou fortemente uma vez que as refinarias
esperam que as margens fiquem firmes, com o governo elevando os
preços de varejo dos combustíveis em paralelo às altas no
mercado de petróleo", disse o diretor sênior da SIA Energy em
Pequim, Seng-Yick Tee.
A Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (NDRC)
elevou tanto os preços da gasolina quanto do diesel em 150
iuanes (22,60 dólares) por tonelada em 2 de novembro, a segunda
alta em dois meses. A comissão deve ajustar os preços de varejo
novamente em 16 de novembro, e analistas e previsões de
refinarias apontam para uma nova alta significativa nos preços.
(Por Meng Meng e Aizhu Chen)
((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7519))
REUTERS LC MPP

(Por Luciano Costa)
(([email protected]; 5511 5644 7519;
Reuters Messaging: [email protected]
– Twitter: @AnaliseEnergia))

MetaTrader 300×250

Assuntos desta notícia

Join the Conversation