Clicky

MetaTrader 728×90

PEQUIM (Reuters) – O primeiro-ministro da China, Li Keqiang, afirmou que o país deve ter crescido cerca de 6,9 por cento no ano passado, de acordo com a agência de notícias oficial Xinhua, acelerando ante a mínima de 26 anos registrada em 2016.

No último ano, a economia da China manteve uma tendência constante e favorável, com a situação geral melhor do que o esperado, disse Li em um fórum na quarta-feira.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Analistas projetam que a economia cresceu cerca de 6,8 por cento no ano passado, superando a meta do governo de 6,5 por cento, graças a um boom da construção e forte demanda global por exportações chinesas. O Produto Interno Bruto expandiu 6,7 por cento em 2016.

O principal motivo pelo qual a China teve desempenho bom no ano passado foi porque o país evitou "inundar" a economia com estímulos ao mesmo tempo em que avançou com reformas do lado da oferta e cultivou novas formas de impulso, disse Li.

No passado, forte estímulo para impedir a desaceleração do crescimento diante de turbulências na economia global levou a grandes empréstimos por empresas estatais e governos locais.

Os dados oficiais sobre o PIB de 2017 serão publicados em 18 de janeiro.

(Reportagem de Ryan Woo)
OLBRTOPNEWS Reuters Brazil Online Report Top News 20180111T104128+0000


Assuntos desta notícia