Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

13 Abr (Reuters) – Os preços do petróleo subiram nesta
sexta-feira, tendo o maior ganho semanal desde julho, apoiados
por preocupações sobre os prospectos de ação militar ocidental
na Síria e relatos de diminuição nos estoques mundiais de
petróleo.
A expectativa de ação militar na Síria que poderia levar ao
confronto com a Rússia pairava sobre o Oriente Médio, mas não
havia sinal de iminência de um ataque liderado pelos EUA.
Operadores buscaram manter posições compradas de petróleo
antes do fim de semana, disse John Kilduff, sócio no fundo de
hedge Again Capital Management.
"As animosidades geopolíticas ficam cada vez mais
precificadas aqui, à medida que nos aproximamos do momentos dos
ataques, se houver algum", disse Kilduff, observando que a Síria
representa um risco para a estabilidade global devido ao seu
relacionamento com poderosos produtores de petróleo.
"A Síria é um cliente estatal tanto da Rússia quanto do Irã
e o risco para a intensificação é bastante alto, e eu acho que é
sobre isso que o mercado se preocupa".
Os futuros do petróleo Brent se recuperaram de
perdas no início da sessão e fecharam em alta de 0,56 dólar, a
72,58 dólares o barril, com um aumento semanal de 5,48 dólares,
ou 8 por cento.
Os futuros do petróleo dos EUA (WTI) subiram 0,32
dólar, terminando a 67,39 dólares por barril, alta de 8 por
cento na semana.
(Por Jessica Resnick-Ault; Reportagem adicional por
Stephanie Kelly, Osamu Tsukimori e Shadia Nasralla)
((Tradução Redação São Paulo, +5511 5644 7721))
REUTERS IM RS


Assuntos desta notícia

Join the Conversation