Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

NOVA YORK, 7 Dez (Reuters) – Os preços do petróleo subiram
mais de 1 por cento nesta quinta-feira devido a uma ameaça de
greve na Nigéria e com operadores cobrindo posições vendidas,
após acentuadas perdas no dia anterior causadas por uma alta
inesperadamente grande nos estoques de combustíveis refinados
dos Estados Unidos.
"Cobertura de vendidos no mercado, junto com uma ameaça de
greve do principal sindicato de petroleiros da Nigéria, tem dado
algum apoio aos preços do petróleo na sessão de hoje", disse
Abhishek Kumar, analista sênior de energia no Global Gas
Analytics da Interfax Energy em Londres.
Um dos dois maiores sindicatos de petroleiros da Nigéria
ameaçou iniciar uma greve nacional a partir de 18 de dezembro
sobre o que chamou de uma "demissão em massa de trabalhadores
que se juntaram ao sindicato". O país é o maior exportador de
petróleo da África.
O petróleo Brent subiu 0,98 dólar, ou 1,6 por cento,
a 62,20 dólares por barril, enquanto o petróleo dos EUA
fechou em alta de 0,73 dólar, ou 1,3 por cento, a 56,69 dólares
por barril.
No dia anterior, Brent fechou em queda de 2,6 por cento e o
WTI em baixa de 2,9 por cento, após uma alta inesperada nos
estoques de combustíveis dos EUA.
(Por Scott DiSavino; reportagem adicional de Amanda Cooper,
Libby George e Henning Gloystein)
((Tradução Redação São Paulo 55 11 56447751))
REUTERS RS


Assuntos desta notícia

Join the Conversation