Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Por Christopher Johnson
LONDRES, 11 Jun (Reuters) – Os preços do petróleo recuavam
nesta segunda-feira, pressionados pelo aumento da produção russa
e pela maior atividade de perfuração nos Estados Unidos em mais
de três anos, embora preocupações com a futura oferta iraniana e
venezuelana tenham dado suporte.
O petróleo Brent recuava 0,61 dólar, ou 0,8 por
cento, a 75,85 dólares por barril, às 9:21 (horário de
Brasília). O petróleo dos Estados Unidos caía 0,61 dólar,
ou 0,93 por cento, a 65,13 dólares por barril.
Analistas esperam que a maior produção dos EUA compense as
restrições de oferta pela Organização dos Países Exportadores de
Petróleo (Opep), que estão em vigor há 18 meses e elevaram os
preços significativamente durante 2017.
O número de novas sondas de perfuração em operação nos EUA
subiram para 862 na semana passada, o maior nível desde março de
2015, segundo dados da Baker Hughes.
Isso implica que a produção bruta dos EUA, já em um recorde
de 10,8 milhões de barris por dia, subirá ainda mais.
A agência de notícias russa Interfax disse no sábado que a
produção de petróleo do país saiu para 11,1 milhões de barris
por dia no início de junho, bem acima da meta de menos de 11
milhões.
Mas os mercados estão preocupados com a queda da oferta da
Venezuela e com o potencial de exportações menores do Irã.
A produção venezuelana está caindo devido a sanções, crise
econômica e má administração, enquanto o Irã enfrenta sanções
norte-americanas sobre seu programa nuclear, que deverão conter
as exportações nos próximos meses.
(Por Christopher Johnson)
((Tradução Redação São Paulo; +55 11 56447509))
REUTERS TH JRG

<^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^
GRAPHIC: U.S. oil rig count https://reut.rs/2JAMsXg
^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^>

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Assuntos desta notícia

Join the Conversation