Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

LONDRES, 29 Nov (Reuters) – Os preços do petróleo recuavam
nesta quarta-feira por dúvidas sobre a disposição da Rússia em
estender um acordo para reduzir a produção entre alguns dos
maiores exportadores do mundo, cujo objetivo é diminuir o
excedente global e impulsionar as cotações.
O petróleo Brent recuava 0,54 dólar, ou 0,85 por
cento, a 63,07 dólares por barril, às 8:52 (horário de
Brasília). O petróleo dos Estados Unidos caía 0,47 dólar,
ou 0,81 por cento, a 57,52 dólares por barril
Os preços já subiram 40 por cento desde meados do ano,
sustentados por um acordo entre a Organização dos Países
Exportadores de Petróleo (Opep) e outros grandes exportadores,
como a Rússia, para reduzir a produção em 1,8 milhão de barris
por dia (bpd).
O acordo expira em março de 2018, embora haja ampla
expectativa de que ele será estendido na próxima reunião da
Opep, em 30 de novembro. Mas a duração da extensão continua em
aberto e isso tem mantido o mercado em alerta.
O crescimento na produção dos EUA tem parcialmente
compensado o impulso dado pelo acordo de produção da Opep.
Um relatório do Instituto Americano de Petróleo (API, na
sigla em inglês) divulgado no fim de terça-feira mostrou que os
estoques dos EUA subiram em 1,8 milhão de barris na semana
encerrada em 24 de novembro, para 457,3 milhões de barris,
contrariando expectativas de queda de 2,3 milhões de barris.
(Por Polina Ivanova e Henning Gloystein; reportagem
adicional de Keith Wallis)
((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447765))
REUTERS LM JRG


Assuntos desta notícia