Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Por Amanda Cooper
LONDRES, 16 Mai (Reuters) – A demanda global por petróleo
deverá se moderar neste ano, já que o preço do barril está
próximo dos 80 dólares e muitas nações importadoras não oferecem
mais subsídios generosos aos combustíveis, disse a Agência
Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês) nesta
quarta-feira.
A IEA, com sede em Paris, reduziu sua previsão de
crescimento da demanda global para 1,4 milhão de barris por dia
em 2018, ante uma estimativa anterior de 1,5 milhão de bpd.
O petróleo subiu 51 por cento no último ano,
impulsionado por cortes coordenados na produção e, neste mês,
pela preocupação com a oferta do Irã, depois que os Estados
Unidos disseram que voltarão a impor sanções sobre Teerã por
causa de suas atividades nucleares.
"Seria extraordinário se um salto tão grande não afetasse o
crescimento da demanda, especialmente porque os subsídios para
usuários finais foram reduzidos ou cortados em várias economias
emergentes nos últimos anos", disse a IEA.
Os estoques de petróleo nos países mais ricos do mundo, os
mais transparentes e fáceis de serem rastreados, caíram 1 milhão
de barris abaixo da média de cinco anos, o nível alvo da
Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e seus
parceiros, enquanto o cartel restringe a produção pelo segundo
ano.
"Por enquanto, a paisagem geopolítica em rápida mudança irá
desviar a atenção dos estoques, enquanto produtores e
consumidores consideram como limitar a volatilidade no mercado
de petróleo", disse a IEA.
(Por Amanda Cooper)
((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447765))
REUTERS JRG LC


Assuntos desta notícia

Join the Conversation