Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

SÃO PAULO, 29 Nov (Reuters) – A piora da percepção sobre a
situação atual pressionou o Índice de Confiança de Serviços
(ICS) do Brasil, que recuou em novembro após quatro meses
consecutivos de alta, de acordo com dados divulgados nesta
quarta-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV).
Neste mês, o ICS apresentou recuo de 0,1 ponto e foi a 87,7
pontos, de acordo com a FGV.
A influência para a queda partiu do Índice da Situação Atual
(ISA-S), que recuou 0,8 ponto e foi a 83 pontos, com destaque
para o comportamento do indicador que avalia a satisfação com a
situação atual dos negócios.
Já o Índice de Expectativas (IE-S) avançou 0,7 ponto e
chegou a 92,7 pontos, com destaque para o item demanda prevista.
"A evolução desde o início do segundo semestre revela um
processo mais equilibrado entre a percepção empresarial sobre as
condições correntes e suas expectativas para os próximos meses,
padrão que não era observado anteriormente", disse em nota o
consultor da FGV/IBRE Silvio Sales.
Segundo ele, as avaliações dos empresários reforçam os
sinais de ampliação do ritmo de atividade do setor para os
próximos meses.
Na véspera, a FGV já havia informado que a confiança do
comércio recuou em novembro após duas altas consecutivas, em
meio a uma recuperação gradual da economia.

(Por Thaís Freitas; Edição de Camila Moreira)
(([email protected] ; +55 61 3426 7509; Reuters
Messaging: [email protected]))

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Assuntos desta notícia