Clicky

MetaTrader 728×90

SÃO PAULO, 5 Dez (Reuters) – O grupo de telecomunicações Oi
abriu novo período até o final desta semana para
tentar conseguir mais adesões aos acordos com credores para
pagamento de dívidas de até 50 mil reais, informou a companhia
em recuperação judicial nesta terça-feira.
A segunda fase do programa de pagamento de pequenas dívidas
da empresa que deve mais de 65 bilhões de reais acabou em 30 de
novembro, com cerca de 30 mil adesões de 36 mil inscritos e
desembolso de quase 200 milhões de reais.
"Consideramos um bom resultado, diante dos desafios para
estruturar um programa nacional para atender milhares de
credores espalhados pelo Brasil", disse em comunicado à imprensa
o novo presidente da Oi, Eurico Teles, que assumiu na semana
passada após a renúncia de Marco Schroeder.
A Oi entrou com pedido de recuperação judicial há mais de um
ano e, desde então, os principais acionistas da companhia, os
grupos Société Mondiale e Pharol, não chegam a acordo com os
principais credores que detêm bilhões de reais em dívidas da
companhia. O pedido de recuperação listou 55 mil credores dos
quais 53 mil têm até 50 mil a receber.
Apesar da Oi ter faturamento líquido de quase 18 bilhões de
reais no acumulado de janeiro ao fim de setembro deste ano, a
empresa se propõe a fazer o pagamento dos credores de até 50 mil
reais em duas parcelas, sendo a primeira de 90 por cento do
valor devido até 10 dias após a assinatura do credor e o
restante apenas depois da homologação do plano de recuperação
judicial.
A assembleia de credores da empresa já foi adiada cinco
vezes. A data atual da primeira chamada está marcada para 19 de
dezembro e uma segunda convocação poderá ocorrer em fevereiro do
próximo ano.

(Por Alberto Alerigi Jr., edição Gabriela Mello)
(([email protected]; 5511-5644-7753; Reuters
Messaging: [email protected]))

MetaTrader 300×250

Assuntos desta notícia

Join the Conversation