Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Por Meng Meng e Josephine Mason
PEQUIM, 7 Jan (Reuters) – Um navio carregado com petróleo
iraniano, operado pela principal empresa de transporte de
petróleo do país, pegou chamas e derramou parte da carga no Mar
da China neste domingo após colidir com uma embarcação
graneleira chinesa, deixando os 32 membros da tripulação
desaparecidos, informou Pequim.
As nuvens grossas de fumaça escura podiam ser vistas saindo
do petroleiro Sanchi, enquanto os esforços de resgate foram
prejudicados pelo mau tempo e pelo incêndio no navio, disse o
chefe da Organização de Portos e Marítima do Irã, Mohammad
Rastad, a uma rede de televisão do país.
O Sanchi colidiu com o CF Crystal a cerca de 160 milhas
náuticas da costa, perto de Xangai, na noite de sábado, informou
o Ministério dos Transportes da China em um comunicado.
O petroleiro, registrado no Panamá, estava indo do Irã até a
Coreia do Sul, transportando 136 mil toneladas de óleo
condensado, um petróleo ultra-leve. Isso equivale a pouco menos
de 1 milhão de barris, no valor de cerca de 60 milhões de
dólares, com base nos preços globais da commodity.
"O navio Sanchi está neste momento boiando e em chamas",
afirmou o ministério. "Há uma mancha de óleo e estamos avançando
com os esforços de resgate."
A mídia estatal CCTV mostrou imagens do petroleiro
incendiado e da fumaça escura.
(Reportagem adicional de Yuna Park e Jane Chung, em Seul;
Jonathan Saul, em Londres, e Redação Dubai)
((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447765))
REUTERS JRG


Assuntos desta notícia