Clicky

Chart Trading 728×90

SÃO PAULO, 10 Out (Reuters) – A Moody's terá mais facilidade
para tomar uma decisão sobre o rating soberano do Brasil no
próximo ano caso o governo não consiga aprovar uma reforma da
Previdência até o início de 2018, disse nesta terça-feira o
responsável por ratings soberanos de América Latina na Moody's,
Mauro Leos.
"Se não houver nenhuma reforma nem expectativa por reforma
até o primeiro trimestre de ano que vem, aí nossa decisão será
mais fácil", disse Leos a jornalistas as margens de evento da
Moody's, sinalizando que uma expectativa mais pessimista se
consolidaria para o país.
Atualmente, a Moody's classifica o país com nota Ba2, com
perspectiva negativa.

(Por Aluísio Alves; Edição de Raquel Stenzel)
(([email protected]; +55 11 56447719; Reuters
Messaging: [email protected]))

MetaTrader 300×250

Assuntos desta notícia

Join the Conversation