Clicky

MetaTrader 728×90

WASHINGTON, 17 Abr (Reuters) – O comentário do presidente
norte-americano Donald Trump no Twitter sobre práticas cambiais
da China e da Rússia foi um alerta para esses países contra a
desvalorização de suas moedas, disse o secretário do Tesouro,
Steve Mnuchin, em entrevista à CNBC.
Na segunda-feira, Trump acusou a Rússia e a China de
desvalorizarem suas moedas, enquanto os Estados Unidos elevam
sua taxa de juros, levando os chineses a acusar os EUA de enviar
mensagens confusas.
"Foi uma advertência para a China e Rússia sobre a
desvalorização (cambial). A China desvalorizou sua moeda no
passado", disse Mnuchin.
O secretário disse que o tuíte não estava relacionado à
opinião de Trump sobre a força do dólar.
O tuíte se referia ao que Trump vê como vantagens comerciais
injustas: se a moeda de um país é artificialmente baixa, suas
exportações são mais competitivas. A taxa de juro mais alta nos
EUA geralmente aumentaria o valor do dólar, tornando as
exportações dos EUA mais caras.
Desde que Trump assumiu o cargo, em janeiro de 2017, o dólar
se enfraqueceu substancialmente contra a maioria das moedas,
incluindo o iuane chinês e, até que os Estados Unidos impusessem
sanções à Rússia nas últimas semanas, o rublo.
Falando em Pequim na terça-feira, a porta-voz do Ministério
das Relações Exteriores, Hua Chunying, observou que o que Trump
disse contradiz o relatório do Tesouro dos EUA na semana passada
que se absteve de nomear os principais parceiros comerciais como
manipuladores de moeda.

(Por Doina Chiacu)
((Tradução Redação São Paulo; +55 11 56447509))
REUTERS TH CV

MetaTrader 300×250

Assuntos desta notícia

Join the Conversation