Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

22 Nov (Reuters) – Dois integrantes da Organização dos
Países Exportadores de Petróleo (Opep) disseram que os cortes de
produção do grupo estão colocando a oferta global em equilíbrio,
no momento em que ministros se preparam para a reunião do cartel
em 30 de novembro, quando uma extensão do acordo pode ser
decidida.
O ministro de Petróleo do Catar, Mohammed al-Sada, disse
nesta quarta-feira na Bolívia que o acordo de produção entre os
membros da Opep e outros produtores deveria ser estendido para
2018.
"Na minha visão, uma extensão do acordo nos ajudará a
estabilizar o mercado", disse al-Sada após participar do Fórum
de Países Exportadores de Gás em Santa Cruz, na Bolívia.
Ele disse que a Opep tem tido sucesso em enxugar as reservas
globais para aproximar os estoques de sua média de cinco anos,
mas o grupo precisa de mais tempo para apertar ainda mais a
oferta.
De maneira similar, o ministro do Petróleo da Venezuela,
Eulogio Del Pino, disse nesta quarta-feira que o mercado de
petróleo finalmente encontrou equilíbrio, uma vez que os
estoques estão caindo.
Ele disse que o preço ideal para o petróleo é de entre 60 e
70 dólares por barril para encorajar maiores investimentos.
(Por Mariana Parraga e Alexandra Alper)
((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447765))
REUTERS LM RS


Assuntos desta notícia