Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

BRASÍLIA, 20 Nov (Reuters) – O ministro do Trabalho, Ronaldo
Nogueira, disse nesta segunda-feira que espera a criação de 2
milhões de empregos em 2018 e 2019 com a regulamentação de
contratos de teletrabalho, jornada intermitente e jornada
parcial, parte da reforma trabalhista que entrou em vigor neste
mês.
Para o ministro, esse número de pessoas está atualmente na
informalidade e, com as mudanças na legislação, passarão a ter
empregos formais.
"Nós temos a convicção que em 2018 e 2019, só com a
regulamentação desses contratos, dessas pessoas que sairão da
informalidade sendo recepcionadas por essa nova modalidade de
contrato de trabalho, nós teremos a oportunidade de gerar aí 2
milhões de empregos formais no Brasil", afirmou o ministro.
A previsão veio logo após o anúncio do Caged de outubro
nesta segunda-feira, que trouxe um saldo positivo de 76.599
novos postos de trabalho, o melhor resultado para o mês desde
2013.
Nogueira ainda comentou sobre a recuperação de
setores-chaves para a economia, como o automobilístico e o da
construção civil. Nesse segundo caso, o ministro afirmou que
espera resultados positivos já para o primeiro semestre de 2018.
"Nós acreditamos que a construção civil também já no
primeiro semestre de 2018 começará a dar resultados efetivamente
positivos na geração de empregos", completou.

(Reportagem de Mateus Maia; Edição de Eduardo Simões)
(([email protected]; Reuters Messaging:
[email protected]))

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Assuntos desta notícia