Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

BERLIM, 5 Mai (Reuters) – O ministro alemão da Economia,
Peter Altmaier, defendeu um novo acordo comercial entre a União
Europeia e os Estados Unidos, que se concentre no setor
industrial e resulte em uma redução geral das tarifas.
Altmaier disse ao jornal Frankfurter Allgemeine
Sonntagszeitung que um acordo comercial abrangente entre os EUA
e a Europa, conhecido como Parceria Transatlântica de Comércio e
Investimento (TTIP), "provou ser irrealizável", mas acrescentou:
"Devemos falar sobre fazer algo novo, como um entendimento sobre
produtos industriais selecionados".
Isso deve resultar em uma solução "na qual as tarifas em
geral diminuam, não aumentam", disse.
No período que antecede o dia 1º de junho, data em que o
presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, irá impor tarifas
de aço e alumínio à UE a menos que esta faça concessões, Berlim
pede que seus parceiros europeus mostrem alguma flexibilidade e
busquem um acordo comercial amplo que beneficie ambos os lados.
Mas alguns países estão resistindo. A França, a outra metade
do motor da integração europeia, se ressente do grande superávit
comercial da Alemanha e quer uma postura mais dura da UE contra
as tarifas norte-americanas.
"Alerto fortemente para um deslizamento imprudente em uma
espiral de isolamento", disse Altmaier. "Defendo duramente um
acordo com os Estados Unidos."
(Por Paul Carrel)
((Tradução Redação Rio de Janeiro; 55 21 2223-7128))
REUTERS PF


Assuntos desta notícia