Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

14 Nov (Reuters) – Os fundos de pensão de funcionários da
Petrobras, Banco do Brasil e Caixa– Petros, Previ e Funcef–
aderiram a uma arbitragem coletiva contra a Petrobras iniciada
no final de setembro pelo escritório de advocacia Modesto
Carvalhosa, informa reportagem do Valor Econômico nesta
terça-feira.
A arbitragem busca reparações a investidores que tinham
papéis da Petrobras entre janeiro de 2010 e julho de 2015,
período em que eles alegam que a companhia teria divulgado
informações falsas aos acionistas, em meio ao escândalo de
corrupção investigado na Operação Lava Jato.
Segundo a matéria, que não cita fontes, apenas a Petros
estima que poderia ter de 4 bilhões a 7 bilhões de reais a
receber. Ainda há uma expectativa de que a entrada dos grandes
fundos de pensão no processo incentive mais acionistas a aderir
à arbitragem.
Fonte:http://www.valor.com.br/empresas/5192893/petros-funcef-e-previ-aderem-arbitragem-contra-petrobras
Observação: A Reuters não verificou esta reportagem e não
atesta sua precisão.
((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7519))
REUTERS LC RBS


Assuntos desta notícia