Clicky

MetaTrader 728×90

SÃO PAULO, 16 Mai (Reuters) – Veja como fecharam nesta
quarta-feira mercados financeiros no Brasil, Estados Unidos e
Europa, além das movimentações nas cotações de petróleo, soja e
açúcar.

BOVESPA- Índice fecha em alta seguindo bolsas no exterior e
com alta de blue chips
A bolsa brasileira fechou em alta nesta quarta-feira, com o
Ibovespa acima dos 86 mil pontos, seguindo o viés positivo de
praças acionárias no exterior, com as ações de Vale e Petrobras
entre as maiores contribuições positivas.
O principal índice do mercado acionário doméstico
encerrou o pregão com elevação de 1,65 por cento, a 86.536
pontos, maior patamar desde meados de março. O volume financeiro
do pregão somou 11,9 bilhões de reais.

MetaTrader 300×250

CÂMBIO- Dólar sobe e vai a R$3,67 com expectativa sobre juro
no Brasil e nos EUA
O dólar seguiu avançando nesta quarta-feira e galgou mais um
patamar, de 3,67 reais, influenciado pela possibilidade de mais
altas de juros nos Estados Unidos neste ano e também pelo
provável corte da taxa Selic logo mais pelo Banco Central, o que
reduzirá ainda mais o diferencial de juros do Brasil com o
exterior.
O dólar avançou 0,48 por cento, a 3,6784 reais na
venda, renovando o maior nível desde 7 de abril de 2016, a
3,6937 reais. Nestes quatro pregões, ficou 3,71 por cento mais
caro.

JURO- DIs curtos terminam com leves baixas antes de Copom;
apostas indicam novo corte da Selic
As taxas dos contratos de juros futuros de prazo mais curto
terminaram a sessão com quedas tímidas, com os investidores
mantendo apostas majoritárias de que o Comitê de Política
Monetária (Copom) do Banco Central iria reduzir novamente a
Selic nesta quarta-feira, diante do cenário de inflação e
atividade econômica fracas.

BOLSA EUA- Wall St fecha em alta com índice de pequenas
empresas Russell 2000 alcançando recorde
As ações de varejo e tecnologia puxaram Wall Street nesta
quarta-feira e o Russell 2000 atingiu uma máxima recorde, ainda
que um aumento no rendimento dos títulos dos EUA para uma máxima
de quase sete anos tenha sugerido mais competição para ações e
investidores tensos por eventos geopolíticos.
O índice Dow Jones subiu 0,25 por cento, a 24.769
pontos, enquanto o S&P 500 ganhou 0,41 por cento, a 2.722
pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 0,63 por
cento, a 7.398 pontos.

BOLSA EUROPA- Risco político derruba bolsa italiana, euro
fraco dá sustentação a principais índices
O progresso dos dois partidos antissistema da Itália para
formar uma coalizão e liberar bilhões de euros para redução de
impostos e bem estar social afugentou investidores e afetou a
bolsa de Milão nesta quarta-feira, enquanto um euro fraco
sustentou os principais índices acionários europeus.
O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,19 por cento, a
1.543 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600
ganhou 0,21 por cento, a 393 pontos, rondando o nível mais alto
desde o início de fevereiro.

COMMODITIES
PETRÓLEO- Preços avançam após queda maior do que a esperada
em estoques dos EUA
Os preços do petróleo avançaram nesta quarta-feira,
desconsiderando os efeitos da alta do dólar, após um relatório
ter mostrado que os estoques de petróleo e gasolina nos Estados
Unidos caíram mais do que o esperado.
Os futuros do petróleo Brent subiram 0,85 dólar,
terminando a 79,28 dólares por barril, enquanto os futuros do
petróleo dos EUA (WTI) fecharam em alta de 0,18 dólar, a
71,49 dólares por barril.

SOJA , MILHO , TRIGO
Futuros da soja e do milho caem em Chicago; trigo fica firme
Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago
caíram 1,9 por cento nesta quarta-feira, ficando abaixo dos 10
dólares por bushel pela primeira vez desde 4 de abril, por
renovação dos medos de que disputas comerciais desacelerem a
demanda na China, maior comprador mundial da oleaginosa.
Os contratos futuros do trigo terminaram em alta por cobertura
de vendidos, se recuperando de uma mínima de três semanas
atingida na terça-feira, enquanto o milho teve perdas.

AÇÚCAR , CAFÉ
Futuros do café arábica sobem na ICE por cobertura de
vendidos; açúcar também avança
Os futuros do café arábica avançaram nesta
quarta-feira na ICE, sustentados por cobertura de vendidos e
compras técnicas. As cotações do açúcar também terminaram no
positivo.

(Por Isabel Marchenta; Edição de Iuri Dantas)
(([email protected]; +5511 5644 7721;))


Assuntos desta notícia

Join the Conversation